Os degraus hierárquicos do call center

0
3



Encarar cada dia como uma chance a mais de crescer, aproveitar as oportunidades e cumprir as metas são o caminho para o sucesso da carreira no setor de call center, de acordo com Fabíola Carvalho, gerente de atendimento do Grupo Bradesco na Algar Tecnologia. Ela tinha apenas dezesseis anos quando foi contratada como atendente. Sem pretensões de seguir carreira, foi surpreendida pela admiração ao trabalho e trajetória profissional dos superiores. “Vislumbrei com admiração a trajetória profissional de alguns profissionais da empresa e vi que seria uma carreira gratificante”, diz.

 

Hoje, com mais de doze anos de casa, Fabíola é formada em psicologia e ama o emprego. “Na verdade não imaginava que pudesse trabalhar por tantos anos em uma empresa de contact center e galgar altos níveis hierárquicos. Eu comecei a trabalhar porque visava a minha independência financeira, queria tomar os rumos da minha própria vida, ter o meu próprio dinheiro. Porém, logo percebi, observando outros funcionários mais antigos com admiração, que essa poderia ser uma grande carreira profissional”, comenta a gerente.