Prêmio ganha internacionalização

0
3



A ABT (Associação Brasileira de Telesserviços) já previa que o número de cases inscritos para o “Prêmio Nacional de Telesserviços” seria maior em relação ao ano anterior. Isso se deve a importância do seu reconhecimento entre as empresas do setor. Além disso, a internacionalização aumentou o interesse das empresas em participar da premiação. 



“É uma grande oportunidade das empresas brasileiras de call center serem reconhecidas lá fora também. Temos uma significativa participação no desenvolvimento socioeconômico do nosso país, que passa por um bom momento, despertando a atenção do mundo. É o reconhecimento para além de nossas fronteiras”, diz Jarbas Nogueira, presidente da ABT.



Essa oportunidade, anunciada durante o lançamento oficial do Prêmio Nacional de Telesserviços – edição 2011, no dia 18 de abril, surgiu por meio de uma parceria firmada entre a ABT, o grupo Grube Editorial SA e entidades representativas do setor de telesserviços da Argentina (Clienting Group), Colômbia (Associação Colombiana de Contact Center) e México (Instituto Mexicano de Telesserviços).



Para Vilnor Grube, diretor da Grube Editorial, essa disputa internacional deve reunir cerca de 40 cases (os brasileiros poderão ser traduzidos para o espanhol), sendo a maioria do Brasil e México. “Será condição ganhar um prêmio em um destes países para concorrer ao premio internacional”, avisa Grube.