Pressão para reduzir custos

0
4



Uma das grandes dificuldades hoje nos grandes centros urbanos é a mobilidade. Em alguns casos, as pessoas costumam demorar horas para se deslocar da casa ao trabalho, o que faz com que esses colaboradores já cheguem à empresa exaustos. A partir desse cenário, a Master Brasil, presente em Belo Horizonte (MG) desde 2009 e no Rio de Janeiro (RJ) desde 2010, adotou uma estratégia de expansão por sites menores, de 400 a 500 posições de atendimento. A próxima inauguração acontece em julho na cidade de São Luís (MA), uma unidade com 500 PAs e 1200 funcionários.

 

O avanço acelerado do setor gerou uma concentração das operações das grandes empresas de contact center nos principais centros, de acordo com Marcio Laest, presidente da Master Brasil. “Estamos tentando evitar crescer nas praças de São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, porque o mercado está muito saturado. Nossa estratégia é ter sites menores e olhar onde estamos colocando nossa unidade: se há uma comunidade, um bairro concentrado, com acesso fácil”, detalha.

 

O presidente explica que uma das maiores pressões enfrentadas pelas empresas é para a redução de custos, que envolvem aluguel menos oneroso, atividade menor, mais benefícios e baixa pressão sindical. “O valor médio da operação de uma PA é 25% maior que há quatro ou cinco anos. E os gastos com salário aumentaram mais de 60%. A procura por lugares mais estáveis, com menores custos e uma operação menor é uma pressão de custo e de eficiência”, conclui Laest.