Quais cursos possuem melhores remunerações?

0
2



No Brasil, há 8,4 milhões de jovens no ensino médio e 6,4 milhões de estudantes matriculados no ensino superior aptos a conseguir uma vaga, de acordo com dados do Inep/MEC. Os estudantes de qual curso recebem melhor no mercado de trabalho? Para responder a essa pergunta, o Nube – Núcleo Brasileiro de Estágios realizou a “Pesquisa Nacional de Bolsa-Auxílio 2012”. Os números revelam o que se paga aos estagiários por empresas de pequeno, médio e grande porte no país e apontaram para um aumento de 6,5% em relação a 2011, chegando à média nacional de R$ 772,82.

 

Uma diferença entre os sexos foi apontada: os rapazes recebem R$ 823,90, uma melhoria de 6,5%, comparado ao ano anterior. Já para as moças o valor subiu para R$ 733,36, um crescimento de 6,3%. Essa variação não é ocasionada por conta de preconceitos do mercado profissional, mas sim, pelo fato de existirem mais homens na área de exatas, uma das mais bem remuneradas, como engenharia, por exemplo.

 

Em uma análise individual dos ensinos, os estudantes de nível superior recebem R$ 879,14, um ganho de 7%. Quem está no nível superior tecnólogo também se beneficiou: ocorreu um aumento de 5,7% de 2011 para 2012, atingindo os R$ 821,78. O ensino médio técnico passou para R$ 623,35, ou seja, 9,9% a mais, comparado ao ano passado. Concretizando esse aumento geral de remunerações, por fim, temos o ensino médio, agora com R$ 486,94, uma melhoria de 8%.

 

“Ainda há poucas vagas em relação ao número de candidatos. A dica para quem quer conseguir ingressar no mercado de trabalho é o aprendizado contínuo e o investimento em língua portuguesa, um dos pontos mais cobrados em processos seletivos”, indica Seme Arone Junior, presidente do Nube. Para o executivo, quando as organizações selecionam um jovem empenhado e dedicado, também saem ganhando. “Investir no desenvolvimento dos estudantes é um diferencial e ajuda o país a formar bons profissionais”, complementa.

 

Um exemplo de profissional que iniciou a carreira como estagiária é a diretora comercial da Total IP, Ariane Traverzim, que destaca um ponto importante para conseguir uma colocação: bom português. “Muitos investem em outros idiomas e esquecem de priorizar nosso vocabulário”, comenta. “A postura e as vestimentas também são aspectos fundamentais e não devem ser deixados de lado. Afinal, o jovem estará representando a imagem da empresa”, acrescenta.

 

Dez cursos com as melhores remunerações, de acordo com o nível:

Superior – Média Brasil: R$ 879,14
1. Economia – R$ 1.220,74
2. Engenharia (todos) – R$ 1.127,61
3. Estatística – R$ 1.112,75
4. Comércio Exterior – R$ 1.070,83
5. Ciências Atuariais – R$ 1.065,25
6. Marketing – R$ 1.016,23
7. Matemática – R$ 1.014,50
8. Química – R$ 995,52
9. Relações Internacionais – R$ 991,86
10. Arquitetura – R$ 990,78

 

Superior Tecnológico – Média Geral: R$ 821,78
1. Tecnologia em Secretariado – R$ 1.279,18
2. Tecnologia em Mecânica – R$ 977,84
3. Tecnologia em Comércio Exterior – R$ 934,13
4. Tecnologia em Marketing – R$ 871,37
5. Tecnologia em Construção Civil – R$ 847,07
6. Tecnologia em Sistemas de Informação – R$ 823,15
7. Tecnologia em Gestão da Qualidade – R$ 819,38
8. Tecnologia em Design – R$ 818,20
9. Tecnologia da Informação – R$ 804,06
10. Tecnologia em Redes – R$ 802,38

 

Médio Técnico – Média Geral: R$ 623,35
1. Técnico em Edificações – R$ 858,58
2. Técnico em Eletrotécnica – R$ 753,61
3. Técnico em Segurança do Trabalho – R$ 733,94
4. Técnico em Química – R$ 719,51
5. Técnico em Mecânica – R$ 716,03
6. Técnico em Eletroeletrônica – R$ 692,19
7. Técnico em Eletrônica – R$ 667,75
8. Técnica em Mecatrônica – R$ 620,75
9. Técnico em Contabilidade – R$ 604,20
10. Técnico em Administração – R$ 566,68

 

Médio – Ensino Médio: R$ 486,94