Qualidade lá em cima

0
20
Marco Aurélio Matos
Marco Aurélio Matos



Nos últimos meses, uma cliente da área financeira da Algar Tecnologia, empresa que presta serviços em tecnologia de processos de negócio do Grupo Algar, vem festejando um resultado inédito alcançado nos meses de fevereiro e março desse ano. A operação de cobrança conseguiu atingir o nível 1 de Qualidade – as aferições geram notas que são classificadas por uma escala que vai de 5, que são as menores médias de qualidade, até 1, que é o nível máximo de qualidade.

 

Uma operação de cobrança para ser considerada de alta qualidade, além de apresentar resultados consistentes nas avaliações feitas pelos clientes internos e externos, deve obter um resultado operacional acima dos padrões de mercado, segundo Marco Aurélio Borges Matos, diretor adjunto de operações da Algar Tecnologia. “A melhoria do resultado foi consistente durante todo o ano e essa foi uma conquista muito comemorada por todos que viveram momentos de turbulências em anos anteriores”, confessa o executivo.

 

Desde junho de 2010, quando houve uma mudança no modelo contratual para um formato de remuneração variável baseado em qualidade, a operação vinha alcançando resultados abaixo do esperado no indicador. Diante desse cenário, foi identificada a necessidade de implantação de um plano de recuperação de qualidade, no qual estavam contempladas melhorias e maior controle de processos, capacitação e maior acompanhamento por parte da supervisão, treinamentos de especialização para toda a operação, gestão em parceria com o cliente, pontos de controle periódicos, além de outras ações.

 

Como resultado, a operação chegou ao nível 2, no ano passado. No inicio desse ano, a evolução continuou e o atendimento da operação atingiu um nível ainda maior de excelência. “Resultados como estes contribuem para a satisfação total do cliente contratante, garantem a saúde financeira da operação e da empresa e ainda servem como referência e atratividade para novos contratos de cobrança”, destacou Marco Aurélio.