Respeito ao cliente

0
2

Com uma grande diversidade de empresas que ofertam o mesmo tipo de serviço ou produto, a competitividade fica cada vez mais acirrada. Neste contexto, para ter bom desempenho, é preciso fidelizar os clientes. O ditado “o cliente tem sempre razão” virou lei e, agradá-lo de todas as formas possíveis, um recurso para fidelização. Carlos Louro, diretor-superintendente da Wittel, em entrevista exclusiva, comenta essa nova cultura de tratamento do cliente e outras mudanças dos últimos 10 anos.
Callcenter.inf.br – Quais as principais mudanças que enxerga do mercado nesses últimos 10 anos?
Carlos Louro – O mercado evoluiu muito, sem duvidas. Aumentou o respeito pelo consumidor, as empresas passaram a dar mais atenção à necessidade de prestar um bom serviço, de reter e fidelizar os clientes. A competitividade em diversos setores, fez com que a política de gerenciamento do relacionamento com clientes passasse a ser entendida com uma ferramenta eficaz para a manutenção e aumento da base de clientes. O relacionamento com os clientes através de diversos canais, e o surgimento das redes sociais estão, neste momento, transformando mais uma vez a maneira de tratar os usuários.
Quem era a Wittel há 10 anos e quem ela é hoje?
Há dez anos, o mercado de integração de tecnologias para callcenter ainda era pequeno. Nessa época, a Wittel já começava a oferecer serviços de consultoria e integração de plataformas distintas, reforçando nossa posição de independência com relação à tecnologia a ser utilizada por nossos clientes. Reconhecemos ainda a importância de mantermos o relacionamento com nossos clientes de forma objetiva e transparente.