RH mudou, e muito!

0
1
Fala-se muito em transformações do mercado e avanços em tecnologia, mas as mudanças ocorridas nos últimos anos não ficam restritas a isso. A área de recursos humanos também se tornou outra. Essa evolução é resultado de uma nova visão sobre o RH, assim como o surgimento de novas metodologias e ferramentas nos últimos anos. Entre elas, o diretor da Entheusiasmos Consultoria em Talentos Humanos, Eduardo Carmello, pontua o fato da consolidação do RH como parceiro de negócio e influenciador da estratégia, bem como o uso de abordagens ligadas à aprendizagem organizacional e profissional. “Essas novidades, tanto táticas como estruturais, oferecem uma abordagem mais eficaz e produtiva em relação ao alinhamento aprendizagem-performance-resultados. Observamos como vantagem um número elevado de profissionais com maior capacidade de ação e um aumento real de desempenho dos talentos, tanto individual como coletivo”, comenta.
Nesse novo cenário, o grande destaque estrutural, na visão do especialista, fica para a ideia do RH como responsável por ser o guardião da cultura e do processo de desempenho na organização. “Essa responsabilidade do RH foca em demonstrar para todos os talentos como as coisas devem ser feitas, cuidando dos valores e dos procedimentos que todos precisam praticar para conseguir resultados com ética”, explica.
Já como novidade tática, Carmello indica o método 70/20/10 de aprendizagem, que demonstra que grande parte do aprendizado organizacional (70%) acontece dentro do ambiente de trabalho. Dessa forma, é possível construir experiências de aprendizagem no próprio local de trabalho, sendo o gestor o grande maestro desse processo, suportado pelo RH. “Isso significa oferecer condições favoráveis para que o conhecimento e as competências sejam criadas, transmitidas e incorporadas no próprio ambiente, acelerando o aprendizado e interligando-o diretamente com a melhoria de desempenho dos líderes e equipes”, esclarece.
Porém, independente da novidade, o especialista afirma que área de RH deve focar primeiro em desenvolver as questões estruturais e estratégicas e depois pensar em questões táticas.  “São elas que aceleram o desenvolvimento e credibilidade.” Mais do que isso, para o diretor da Entheusiasmos, as empresas devem investir em projetos de impacto e resultados, e não necessariamente em atividades ou novidades, a não ser que elas realmente façam uma diferença na melhoria dos principais indicadores estratégicos. “O novo é bom, mas nunca é melhor do que o ótimo. Nem sempre a novidade é sinônimo de impacto produtivo”, reforça.
Novidades Estruturais de RH
Consolidação do RH como parceiro de negócio e influenciador da estratégia:
– Responsável pela formação de liderança de alta performance e pela sucessão de posições críticas; 
– Responsável pela aquisição, engajamento e retenção de talentos; 
– Responsável pela capacitação estritamente alinhada com a estratégia; 
– Responsável por ser o guardião da cultura e do processo de desempenho na organização.
Novidades Táticas de RH
Abordagens ligadas à aprendizagem organizacional e profissional:
– Gamificação;
– Action Learning;
– ProblemBased Learning (PBL);
– Social learning;
– Método 70/20/10 de aprendizagem;
– Storytelling.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGuias de sustentabilidade
Próximo artigoNovo perfil do brasileiro