Segurança resolve dilema em help desk

0
3



A Braskem, empresa de resinas termoplásticas, sabe a importância da sintonia com as demandas dos clientes. E isso não se restringe apenas aos clientes externos da companhia. Atender as necessidades dos 3,5 mil funcionários diretos e outros cinco mil indiretos também faz parte do compromisso da empresa. Foi por isso, que diante das inúmeras reclamações recebidas no help desk sobre a imensa quantidade de spams recebida nas quatro mil caixas postais em uso na companhia, a área de tecnologia percebeu que precisava de uma resposta rápida e eficiente para o problema.


Assim, em junho de 2005, a consultoria em segurança SHNET apresentou para a área de tecnologia da Braskem as soluções da IronPort. “Como eles precisavam de uma resposta rápida, logo iniciaram um teste, que foi um sucesso, e já em seguida decidiram implementar o projeto”, conta David de Oliveira, diretor da SHNET. Dessa forma, a companhia que conta com 14 fábricas localizadas em Alagoas, Bahia, Rio Grande do Sul e São Paulo, instalou, em setembro de 2005, dois appliances modelo C30 – um para atender os usuários da Bahia e de Alagoas e outro para os funcionários de São Paulo e do Rio Grande do Sul.


Segundo Olga de Mello Pontes, gerente de segurança de informação da Braskem, os grandes diferenciais do projeto com a IronPort foram a facilidade de uso, suporte, rápida implementação e custo acessível. Além disso, a solução também oferecia cinco níveis de proteção, enquanto a concorrência apresentava apenas uma camada. “Agora temos menos chamados no help-desk e os usuários se sentem realmente satisfeitos porque a ferramenta é robusta, mas não sobrecarregou o sistema da empresa, que tem quatro mil usuários on-line diariamente”, explica Olga.


Com a redução no número de chamados para o help desk da Braskem, a companhia também conseguiu melhorar o aproveitamento do pessoal interno, que pôde focar atenção em outras demandas da área de tecnologia. “A melhor métrica que temos desse projeto foi que as queixas, antes diárias e vindas também de muitos membros da diretoria, deixaram de existir com o uso da solução da IronPort”, afirma André Luiz Rodrigues, coordenador da área de TI da Braskem.