Seis Sigma ajuda na qualidade de vida

0
1


A metodologia Seis Sigma (6σ), desenvolvida pela Motorola e celebrizada pela GE, começa a ganhar popularidade entre empresas brasileiras. Por meio de ferramentas de medição, é possível melhorar drasticamente os processos, reduzindo as variabilidades e eliminando desperdícios. A novidade, segundo o consultor Sinval Daffre, é aplicar o 6σ para melhorar a qualidade de vida das pessoas. “Quem lida com empresas, lida antes de tudo com pessoas. E está cada vez mais difícil conciliar trabalho e vida pessoal, de modo a não permitir que os problemas de um interfiram no outro. Somos tecnologicamente bem-desenvolvidos e humanamente pouco desenvolvidos”, comenta o consultor.

Daffre destaca o caso do típico executivo bem-sucedido que, para chegar aonde chegou, teve de sacrificar o casamento, a família. “É lamentável como as pessoas começam a aceitar esses fracassos como parte inerente do sucesso alcançado na profissão. Mas não tem de ser assim”, pondera.

Várias empresas começam a perceber o valor do bem-estar no ambiente de trabalho. Muitas instituições começam a implantar ginástica laboral, ioga, técnicas de relaxamento ou mesmo terapias alternativas.Mas a cultura do 6σ atua objetivamente nas causas e não na aplicação de esforços para neutralizar efeitos. “Em Seis Sigma trabalha-se com indicadores. É preciso eleger prioridades antes de canalizar os esforços. Na vida pessoal é a mesma coisa”, diz Daffre.

O consultor diz que as pessoas às vezes se vêem tão perdidas em meio aos problemas, que não sabem sequer por onde começar a resolvê-los. “Cada um terá de discriminar que posição o relacionamento amoroso ocupa em sua lista de prioridades e o que está fazendo ou precisando fazer para que ele ‘funcione’ de modo satisfatório. O mesmo se aplica ao relacionamento com os filhos, às relações familiares, aos amigos, ao lazer, à educação, à saúde. Em todos os campos a metodologia prova ser uma valiosa ferramenta para aumentar a qualidade de vida”.