Sem clima de demissão

0
2



O processo de demissão é sempre muito traumático, tanto para o empregado quanto para a empresa. Para quem perdeu o emprego, além da insegurança, a autoestima fica em baixa. Para a companhia, arcar com o alto custo demissional e preencher a vaga em aberto é apenas um detalhe diante do fato de ter que lidar com clima ruim que fica. Tentando minimizar esse impacto, nos últimos anos, uma nova estratégia tem ganhado força. A recolocação ou encaminhamento profissional tem feito parte da política de muitas empresas brasileiras. Na prática, a ação auxilia o profissional que acabou de perder o emprego a encontrar um novo caminho, deixando para trás o trauma da demissão.

 

Segundo Verônica Lopes de Jesus, diretora executiva da rede de franquias Balcão de Empregos.com, a ação representa um importante diferencial competitivo, capaz de minimizar os impactos do desligamento. “Mesmo não necessitando mais dos préstimos daquele funcionário, o demissor avaliza sua candidatura a um novo posto, oferecendo apoio de especialistas para que ele redefina a trajetória profissional”, explica. Além disso, o programa assegura aos funcionários remanescentes adequada sensibilidade humana, que é orientada e está comprometida não apenas com a saúde econômica-financeira dos negócios, mas principalmente, com o desenvolvimento dos membros.