Sercomtel retoma a ASK! e cobra aporte

0
7

Durou sete meses o namoro comercial entre a Sercomtel e o grupo gaúcho Atende Bem para a gestão da ASK! Companhia Nacional de Call Center. Ontem a empresa londrinense anunciou que reassumiu o controle da ASK!, desde dezembro do ano passado exercido pela Atende Bem. Na época, o grupo gaúcho assumiu 51% das ações da empresa de call center, que pertenciam às empresas Kholbach e Linxcom.

A Sercomtel ainda ingressou na Justiça exigindo que a Atende Bem cumpra o acordo de acionistas assinado no ano passado, prevendo investimentos de R$ 4,7 milhões. Com a mudança, a ASK! passou a ser presidida pelo diretor de participações da Sercomtel, José Mário de Resende. A Atende Bem manteve na empresa o diretor de tecnologia, Marcelo Kalfez Martins.

Segundo o presidente da Sercomtel, João Rezende, ao adquirir as ações da
ASK!, o grupo gaúcho se comprometeu em promover investimentos na empresa, porém não participou do leilão onde a Sercomtel tentou vender os 49% de ações que possui da empresa de Call Center e não fez o aporte de recursos previstos inicialmente. “Não tivemos outra alternativa e através de um acordo de acionistas, reassumimos a empresa”, explicou Rezende.

DESMOTIVADA

O grupo Atende Bem ainda detém 51% de ações da ASK!, mas de acordo com Rezende, a Sercomtel percebeu que a empresa gaúcha não “estaria mais motivada” em permanecer na empresa de call center. A reportagem não conseguiu ouvir a direção da Atende Bem, sediada em Nova Hamburgo, Rio Grande do Sul.

“Eles nos pediram que achássemos um novo parceiro”, comentou Rezende, garantindo que os 200 funcionários contratados pela Atende Bem não serão demitidos. Segundo ele, também será mantido um contrato feito recentemente com um grupo do sistema financeiro.

* matéria publicada no Jornal de Londrina, que pertencente a Rede paranaense de Comunicação (Gazeta do Povo, Rede Globo e Jornal de Londrina), sexta-feira, 09/07/2004