Siemens Enterprise apresenta novo sistema de PABX

0
1

A subsidiária brasileira da Siemens desenvolveu um novo sistema de telefonia para o mercado de pequenas empresas, o HiPath 1100, com até 140 ramais. A intenção da companhia é levar sistemas de telecomunicação de ponta, com aplicações antes disponíveis somente para grandes sistemas, a um preço acessível para as pequenas empresas. Com este produto, a fábrica de PABX da Siemens, consolida-se como plataforma mundial de exportação, uma vez que a produção brasileira do HiPath 1100 deverá abastecer os mercados europeu e africano, além do restante da América Latina. A Siemens também estuda a possibilidade de exportar o HiPath 1100 para os Estados Unidos e Canadá.

O mercado mundial de sistemas PABX, que inclui os ramais e gateways (equipamentos que faz a interseção entre a rede pública e local) movimenta, aproximadamente, US$ 13 bilhões, segundo a análise da equipe de consultores de mercado da Siemens. O Brasil responde por cerca de US$ 100 milhões – um terço dos quais (ou US$ 35 milhões) no segmento de micro empresas. O market share da Siemens no segmento de PABX desponta para empresas de médio porte, com 50% do mercado. Já as micro-empresas correspondem em 18% e as grandes em 35% do mercado em market share da companhia. “O lançamento do HiPath 1100 visa elevar a participação da Siemens no segmento das pequenas empresas, que tem grande potencial de crescimento tanto aqui, como no exterior”, explica João Arnoldi, gerente de desenvolvimento do produto.

A primeira versão do PABX HiPath 1100 nasceu na Alemanha em 1993. A nacionalização do projeto começou em 1996, quando a subsidiária brasileira da Siemens transformou-se em centro de competência mundial para produção de Central PABX de pequeno porte.