Six Sigma nas pequenas empresas

0
2


Quem pensa que pequenas empresas não podem se beneficiar dos recursos que as grandes empresas utilizam para diminuir custos e melhorar processos, está muito enganado. Celebrizada por grandes indústrias, como Motorola, General Electric e Kodak, a metodologia Six Sigma começa a ser empregada por médias e pequenas empresas brasileiras.

O consultor Sinval Daffre, diretor do Six Sigma Institute do Brasil, diz que a metodologia normalmente é aplicada com o objetivo de reduzir falhas, erros ou não-conformidades. “Quando um processo atinge Seis Sigma, significa que atingiu a meta de apenas 3,4 erros por milhão de oportunidades, ou seja, um rendimento de 99,9997%.” Sinval acredita que em negócios menores, os resultados financeiros e a transformação cultural dentro da empresa se propagam mais rapidamente, já que a cadeia hierárquica é mais enxuta e as decisões podem ser tomadas com mais agilidade.

Aqui, algumas dicas do consultor aos pequenos empreendedores:

– Verifique as estratégias de sua empresa. Algumas têm tantas metas, que não conseguem terminar o ano cumprindo sequer a metade delas.

– Valorize a voz do cliente. Saiba que o cliente é rei e que se sua empresa não atender às exigências do cliente terá investido tempo, dinheiro e esforços em um produto ou serviço que não vai vender.

– Comece a gerar indicadores. A falta de indicadores ou a existência de indicadores não-confiáveis impacta gravemente a gestão do negócio. A tomada de decisão será tão melhor, quanto melhor for a qualidade do indicador. Se medir errado, vai gerenciar errado.

– Trabalhe na causa, não no efeito. Identifique os principais problemas de sua empresa, as reclamações mais freqüentes. Trabalhe para eliminar os defeitos de origem.

– Fique atento ao custo de garantia. Se o produto ou serviço for bem feito, você evitará perder dinheiro e tempo em refazer e arcar com custos que não estavam embutidos no preço final. Portanto, capriche na qualidade.

– Evite desperdícios com os custos de reparo, retrabalho e refugo. Diversos processos dentro de uma empresa geram gastos de tempo e dinheiro que deveriam ser economizados. Por exemplo, pequenos erros em notas fiscais podem resultar em grandes perdas financeiras no final do ano.

– Conheça a fundo o benchmarking. Estude as empresas concorrentes. Descubra qual delas é a melhor, estabeleça critérios e supere-a.