SoftWay reduz afastamentos com ginástica laboral

0
1


Ficar longo tempo sentado representa sérios riscos para a saúde, o que está levando as empresas a tornar obrigatórios os exercícios para os funcionários. A falta de exercícios físicos pode provocar coágulos nas pernas (trombose venosa profunda), que são fatais se chegarem aos pulmões ou ao coração. Em longas viagens aéreas, em poltronas apertadas, o risco é chamado de “síndrome da classe econômica”. Entre os usuários de computador, o problema está ficando conhecido como “e-Trombose”.


A Softway, que conta com três mil funcionários nas unidades em São Paulo (capital e Jundiaí) e Florianópolis, aplica, desde quando foi criada, um programa de ginástica laboral para evitar esse tipo de risco e também a incidência de doenças profissionais, as chamadas LER (Lesões por Esforços Repetitivos) e DORT (Distúrbios Ósteo-musculares Relacionados ao Trabalho).


O programa, que inclui uma série de exercícios, foi elaborado por um terapeuta e uma fisioterapeuta e é aplicado no início e no fim do expediente dos operadores de telemarketing, tanto nas unidades de São Paulo como na de Jundiaí. Já na unidade em Florianópolis, o programa de ginástica laboral é implantado no computador de cada operador de telemarketing, o que obriga o funcionário a realizá-lo em intervalos regulares. Caso contrário, o computador trava e só volta a funcionar após o supervisor acionar uma senha para destravá-lo.


O sucesso do programa da Softway pode ser comprovado pelos números. No ano passado, dos 1375 operadores de telemarketing que trabalham nas duas unidades de São Paulo e na de Jundiaí, apenas 11 foram afastados por incidência de LER, o que significa 0,8% do total.


O cirurgião vascular Kasuo Miyake, de São Paulo, dá algumas dicas para quem viaja ou passa longos períodos diante de um computador. “A postura ideal é a em que você fica com os pés apoiados, formando um ângulo de 90 graus na altura do joelho. Mantenha também as costas e os cotovelos apoiados. A dor na perna ocorre porque a panturrilha – a batata da perna, que é chamada de o coração da perna – fica muito tempo parada. Um exercício simples que pode ajuar a ativar a circulação é esticar a perna e mover o calcanhar diversas vezes ao dia. Se for possível, caminhe um pouco nos intervalos do trabalho.”