Softway supera meta de faturamento para 2003

0
4

A Softway Contact Center gerou neste ano 1.200 novos postos de trabalho, maior parte para jovens em busca do primeiro emprego e para mulheres na faixa dos 40 anos, que estão retornando ao mercado de trabalho. A empresa deve fechar 2003 com um faturamento próximo de R$ 90 milhões, um salto importante em relação a 2002, quando faturou R$ 60 milhões. Em dezembro passado, a empresa gerava 3.000 postos de trabalho e planejava fechar 2003 com faturamento de R$ 80 milhões. Além de superar suas expectativas, a Softway Contact Center teve crescimento de 6% projetado para o setor pela ABT (Associação Brasileira de Telemarketing).
Alessandro Goulart, presidente da Softway, atribui a superação das metas da empresa a alguns fatores. Segundo ele, em 2001/2002, quando todos falavam em crise, a Softway resolveu ampliar a sua unidade de Florianópolis e inaugurar uma nova unidade em Jundiaí. Para que isto acontecesse, a Softway teve que pensar em um projeto de Gestão de Pessoas que capacitasse seus colaboradores e os levasse a encontrar na empresa uma oportunidade de ter um futuro melhor.
O projeto, desenvolvido em parceria com o Instituto Habilitare, engloba três etapas. A primeira delas, o Projeto Horizontes, recruta e dá treinamento básico a jovens, especialmente de comunidades carentes, para dar a eles a oportunidade de primeiro emprego. Na segunda etapa, chamada Projeto Aprendiz, os selecionados recebem um treinamento específico que os habilita a trabalhar na Softway ou em qualquer outra empresa de contact center. Até o momento, a empresa já treinou 6.069 pessoas e contratou 3.243 delas.
A terceira e última etapa do projeto de Gestão de Pessoas é a Universidade Corporativa Softway, curso superior com dois anos de duração que visa formar e capacitar os colaboradores para enfrentar um mercado de trabalho cada vez mais competitivo ou seja, prepará-los para um segundo emprego. Hoje, 400 colaboradores das unidades Vergueiro, na capital paulista, Jundiaí, interior de São Paulo, e de Florianópolis, cursam a Universidade Corporativa, com um subsídio da empresa, que chega a 100%. Administrada pelo Instituto Habilitare, a Universidade Corporativa Softway permite ao colaborador optar por um dos cursos oferecidos – CRM, Marketing e Sistemas de Informação – que em São Paulo e Jundiaí são realizados em parceria com a Universidade Anhembi Morumbi e em Florianópolis, com a UDESC (Universidade de Santa Catarina).