Suspenso leilão do callcenter da Anatel

0
1

A Teletech Brasil entrou com recurso na Justiça e conseguiu liminar favorável, suspendendo o processo de licitação para operação da central de atendimento da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). A decisão, que ocorreu na semana passada, foi obtida na Sexta Vara de Justiça de Brasília, concedida pelo juiz substituto Carlos Eduardo Castro Martins.

O vice-presidente, Carlos Henrique Said, informou que a Teletech entrou na justiça para assegurar seus direitos. Nós oferecemos o segundo menor preço e fomos impedidos de participar já na primeira fase, a do leilão, em fevereiro, por problemas documentais. O que achamos injusto e estamos tentando provar na justiça, garante Carlos Henrique.

Ele informa ainda que o menor preço havia sido, então, da empresa baiana Telematic, desclassificada, também antes do leilão, por não atender requisitos técnicos exigidos pela Anatel. Com o impedimento desta operadora, nós ganharíamos pelo critério preço menor, observou Carlos Henrique.

Na ocasião, as três ganhadoras, por ordem de classificação, foram Atento Brasil, ACS e CSU Cardsystem. Numa segunda etapa, após o leilão, as duas primeiras foram inabilitadas e a terceira ganhou – mas não levou.

O turbilhão de mandados na Justiça continua e, por enquanto, Atento e ACS são primeira e segunda colocadas. Mas o nó jurídico parece ser difícil de desatar, haja vista que Telematic e CSU Cardsystem também recorreram. A novela, que parecia se encaminhar para o final, foi esticada por prazo indeterminado.