Tecnologia facilita comunicação para surdos

0
0
No próximo dia 26 de setembro será comemorado o Dia Nacional do Deficiente Auditivo. Segundo o Censo 2010, dos cerca de 45,6 milhões de deficientes no país, quase 10 milhões pertencem a esse grupo. Um dos maiores obstáculos para promover a sua inclusão social é a comunicação em sociedade. Porém, desde abril, um sistema vem auxiliando essa realidade para melhor. Como um surdo consegue buscar informações em um aeroporto? Ou tirar carteira de trabalho? A resposta está no iCom, terminal de comunicação destinado ao seu atendimento.
Já implantado em mais de 120 pontos em São Paulo, seu funcionamento é simples: quando um deficiente auditivo necessitar de algum serviço, o terminal é acionado. “É um canal responsável por realizar a conexão com uma central de libras. Lá, nós temos intérpretes fazendo a tradução da mensagem entre o surdo e o funcionário do estabelecimento na língua de sinais”, explica o presidente da Associação Amigos Metroviários dos Excepcionais, AME, José de Araújo Neto.
Na prática, o diálogo é realizado por meio de uma chamada de vídeo para o contact center da AME, permitida pelo software da Total IP. O atendente do local passa as informações ao tradutor pela webcam para tirar um documento, por exemplo. Ele então retransmite a mensagem, por meio da linguagem de sinais, para o deficiente auditivo. O caminho pode funcionar de maneira inversa também. “Ao invés de criar um terminal de atendimento para atingir uma parcela da população, essa tecnologia possibilita o acesso a todos. É um serviço extremamente importante para qualquer sociedade moderna”, comenta Ariane Abreu, diretora comercial da Total IP.