UCG reduz 62,5% do custo de telefonia

0
1


A Universidade Católica de Goiás (UCG) acaba de concluir a implantação do novo sistema de telefonia, com a ativação de nove centrais próprias, que atendem a 866 ramais. Utilizando tecnologias da Dígitro, fabricante brasileira de soluções de telecom, em oito das nove centrais, a universidade conseguiu, como resultado imediato do investimento, uma economia de R$ 45 mil mensais, que significou a redução de 62,5% dos custos com telefonia.

O projeto da UCG incluiu a implantação de sete plataformas NGC (Next Generation Communication) da Dígitro que suporta múltiplas funções, como PABX, DAC (Distribuidor Automático de Chamada), URA (Unidade de Resposta Audível), Correio de Voz, Correio de Fax, Gravador Digital, Gateway e Roteador. A plataforma possui também ferramentas de gerenciamento como o TariFone, que permite a extração de relatórios sobre o uso dos ramais, e o Pré-pago, que controla as cotas de utilização.

“Hoje o administrador pode categorizar cada ramal com seus privilégios, fazer análises de bilhetagem, com hora, destino, duração, custo e outros parâmetros das chamadas feitas e recebidas, criar grupos ou novos ramais, definir cotas de créditos para ramais pré-pagos e auditar as contas encaminhadas pela operadora”, descreve Bruno dos Santos Aguiar, supervisor do setor de Instalações Elétricas e Especiais da UCG.

Outro benefício das soluções Dígitro é a possibilidade de obter as menores tarifas disponíveis no mercado de telecom. Os equipamentos estão prontos para conexão a qualquer serviço de telefonia, inclusive a oferta das operadoras de VoIP (Voz sobre IP), com recursos para integração com MPLS (IP com Qualidade de Serviço) e sinalização. “Com os equipamentos, ganhamos mais flexibilidade na cotação entre as operadoras para achar a modalidade de serviço e o plano de tarifas mais adequado”, conta o executivo.

As novas tecnologias irão permitir também melhor atendimento aos usuários. Hoje, a UCG tem cerca 22 mil alunos. Entre os desdobramentos da rede de telefonia, Bruno menciona a implantação de uma central de atendimento, ainda em estudo. “Em um primeiro momento atenderá a área financeira, que gera muita demanda nos balcões das secretarias. Depois se amplia. Sem a nova infra-estrutura isso seria praticamente impossível”, explica Bruno Aguiar.

O cliente conta ainda com a estabilidade de ser atendido por uma rede nacional de suporte, já que a tecnologia é 100% desenvolvida pela Dígitro. “Tivemos uma boa redução de custo logo após a implementação, mas isso é só o início. Com os recursos de gerenciamento da plataforma da Dígitro, poderemos fazer ajustes mais precisos no serviço, para obtermos cada vez mais ganhos em termos de economia, segurança e qualidade no atendimento aos usuários”, diz Bruno Aguiar.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPropaganda no celular
Próximo artigoTodo cuidado é pouco!