URA como canal de cross-selling

0
0



A venda por meio de autosserviço no celular com o uso de uma URA, originalmente desenvolvida para recarga de créditos de aparelhos pré-pagos, começa agora a ser vista como canal de marketing direto para vendas cruzadas. Desenvolvedora do sistema Recarga Fácil, que em 2010 vendeu 2,5 milhões de recargas para operadoras de telefonia móvel do País, a JCN Sistemas vem registrando vendas diárias da mais de 1,2 mil apólices de seguros de massa da seguradora australiana QBE Insurance por meio da plataforma de URA.

 

Segundo Frederico Assis, diretor da JCN, além do nicho de seguros um dos novos filões interessados no sistema é de cartões de pagamento e fidelização privados (private label) de redes de varejo, que começam a utilizar o Recarga Fácil como um facilitador para o acesso a créditos ao consumidor que não foram utilizados nas lojas. “Cartões como Sorocred, Fortbrasil, À Vista e Aura já estão dividindo nossas vendas com as tradicionais bandeiras como Visa, Hipercard  e Masstercard como forma de estimular os clientes a utilizarem os créditos e se manterem fiéis à bandeira”, afirma o executivo.

 

Assis explica que o marketing via URA está sendo associado a estratégias de marketing direto e marketing promocional e deve crescer ao longo de  2011, não só pelo incremento esperado da própria base de pré-pagos, mas também pela intensificação do hábito de compras pelo celular junto às classes C e D.

 

O Recarga Fácil baseia-se na tecnologia de mobile payment. Em um servidor da JCN, funciona a central automática de relacionamento, que interage com o cliente final e com as empresas de cartão, que autorizam ou não a despesa por meio de operações automáticas. De posse da autorização de crédito, o sistema faz a interface com a operadora de celular e solicita a recarga para o aparelho. Uma operação semelhante é feita para a venda de seguros e poderá ser empregada para outros tipos de produtos ou para vendas cruzadas com a recarga de celular. Segundo Frederico Assis, diretor da JCN, o rigoroso modelo de segurança, que foi homologado pelas próprias empresas de cartão e pelas operadoras é um dos diferenciais da solução.