Vantagens para todos

0
2
Colocado, a princípio, apenas como um gerador de custo, o Anexo II da Norma Regulamentadora trouxe grandes avanços para o setor, ao padronizar as leis trabalhistas. Se antes era visto como algo que traria um impacto negativo, aos poucos foi mostrando que não é bem assim. Ele adaptou as condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, proporcionando conforto, segurança e, consequentemente, um desempenho mais eficiente ao funcionário, segundo Paulo César Corrêa, diretor de recursos humanos da CSU CardSystem. “As empresas que estão 100% adaptadas ao Anexo trabalham com mais eficiência no que tange à saúde dos colaboradores e minimização de riscos de doenças ocupacionais, além de trazer maior confiabilidade aos clientes. Em um setor grande como o call center, precisávamos dessa regulamentação”, opina.
O diretor destaca que o Anexo II é de suma importância para a preservação da saúde do colaborador. Na visão dele, as organizações terão que colocar a ergonomia e a prevenção dos transtornos como parte do negócio, se quiserem sobreviver. “Com a norma, podemos aplicar programas específicos de ergonomia e controle de problemas posturais. Com o mobiliário correto, conseguimos minimizar a ocorrência de problemas de saúde e afastamentos dos colaboradores, o que traz para a empresa grande ganho em relação a custo”, esclarece.
Dessa forma, para o trabalhador, os principais ganhos são de ter um mobiliário renovado para desenvolver o trabalho e uma jornada diária adequada, zelando assim por sua saúde e bem estar dentro do ambiente de trabalho, segundo Corrêa. Já o maior ganho para a empresa é se modernizar com profissionalismo e apta a enfrentar uma grande competitividade de mercado, além de reduzir riscos com doenças ocupacionais por má postura, ergonomia inadequada, afastamentos por problemas posturais, além de processos trabalhistas como assédio moral, entre outros. “Acredito que com fiscalização rigorosa e adequação à norma, estamos no caminho certo para harmonia entre colaborador e empresa. Um bom ambiente de trabalho traz sucesso para o empreendimento seja qual for o ramo de atividade”, finaliza.
IMPACTOS POSITIVOS
– diminuição de doenças ocupacionais (problemas ergonômicos, depressão, etc);
– padronização de uma legislação;
– padronização de serviços de teleatendimento;
– melhoria no desempenho e eficiência dos funcionários;
– maior rigor no cumprimento de normas;
– profissionalismo e credibilidade perante aos clientes;
– regulamentação da profissão de teleatendente.