Você sabe ser um líder flexível?

0
0
Autor: Magui Castro
Há várias teorias e dicas sobre como ser um bom líder e sobre como fornecer à sua equipe o suporte necessário para obter bons resultados. Mas muitos elementos diferentes têm contribuído para uma diversidade de opinião. Um bom líder é muito mais do que um personagem no comando das ações; ele é, sim, um apoio direto para que a empresa cresça, devendo gerenciar com excelência demandas e equipes.
Neste contexto, um líder ditador perde seu espaço, visto que qualquer traço de autoritarismo e agressividade pode comprometer muito o trabalho com o time. Já um líder completo utiliza do fator humano e da flexibilidade para superar os desafios, contornar a rigidez e alcançar bom desempenho.
Um profissional flexível escuta antes de tomar decisões e reflete sem agir de forma precipitada. Há outros fatores que são extremamente importantes para atuar com equilíbrio nesta função e tornar-se bem-sucedido:
Permaneça com os pés no chão e a cabeça na realidade – Em muitos casos, os líderes tendem a ficar presos em uma visão idealizada da organização e se esquecem de viver e pensar no agora, não dando o nível de atenção necessário aos desafios existentes. Essa falta de percepção da realidade pode prejudicar o profissional em si e o andamento dos negócios.
Tenha sempre um ‘plano B’ – Há diversas razões pelas quais as empresas podem não proceder de acordo com um plano original. Talvez uma mudança de cenário econômico não prevista no início do projeto ou quem sabe um importante membro da equipe teve que se descolar para outra atividade. Seja qual for o obstáculo, o líder flexível deve ter facilidade em seguir com um ‘plano B’ para mover a empresa adiante.
Não se apresse e nem procrastine – Especialmente em momentos de crise, como o que estamos atravessando, alguns profissionais têm tendência a fazer julgamentos precipitados, a fim de responder à questão o mais rápido possível. Líderes flexíveis, porém, evitam essa armadilha, agindo com calma e analisando o cenário como um todo. Caso seja necessário tomar uma decisão, esse profissional atuará da forma mais consciente possível.
Esteja aberto a críticas – Mesmo os líderes mais capacitados podem se aperfeiçoar. Aceitar críticas faz parte do processo de evolução de profissionais flexíveis e respeitáveis. Feedbacks são sempre bem-vindos, sim.
Abrace uma mentalidade criativa – Executivos flexíveis sabem ter um olhar criativo para resolução de problemas. Esse perfil de profissional tende a se adaptar a novas saídas, o que facilita os movimentos inovadores e propicia uma mente mais aberta diferentes cenários.
Magui Castro é sócia da The Caldwell Partners.