A importância da especialização

0
0

Aos pacientes em tratamento de obesidade que fazem uso do medicamento Xenical®, o Laboratório Roche oferece o serviço especializado de atendimento, fornecido pelo Contact Center da RedLine, onde são disponibilizados agentes com formação na área de saúde, para realizarem os contatos.
Trata-se do programa Xenicare, uma ação mundial que tem como objetivo informar com detalhes os mecanismos da ação do medicamento, e dar todo o apoio para que o paciente mude o estilo de vida, obtendo o melhor resultado junto ao medicamento.
A RedLine faz o primeiro contato com o paciente, explicando como o medicamento age, orientando sobre a reeducação alimentar e incentivando a realização de atividades físicas. “Com a sugestão sobre reeducação alimentar apresentada pelos nutricionistas, é possível que os pacientes tenham vida normal, sem muitas restrições, para que percam peso de forma saudável”, comenta Miriam Haruyo Fukuoka, gerente do produto Xenical e responsável pela comunicação direta com o consumidor.
A operação na RedLine acompanha o paciente em quatro ligações ativas. No primeiro contato, as atendentes atualizam o cadastro do paciente e enviam o Kit Xenicare, que contém seis livretos sobre dicas de alimentação, receitas e atividades físicas.
Para receber a ligação da RedLine, o médico deve prescrever o Xenical aos pacientes e inscrevê-los no programa Xenicare. “Só o médico pode autorizar estas pessoas a participarem do programa”, lembra Miriam.
De acordo com a gerente, a operação do programa Xenicare tem um script extenso e técnico que gera relatórios complexos. A RedLine se sobressai pela qualidade dos relatórios que são disponibilizados em tempo real, e por trabalhar com profissionais da área de saúde no atendimento. “Este fator dá credibilidade ao programa e mostra a preocupação da Roche em oferecer um serviço de qualidade ao paciente. O programa Xenicare é o único canal pelo qual a Roche pode falar um a um com o paciente, por isso consideramos esta ação essencial para o bom uso do medicamento”, avalia Miriam.