Estratégia em e-business e os resultados da empresa

0
1

Novas tecnologias e soluções baseadas na internet para empresas têm surgido e mudado agressivamente os seus processos de interface com clientes. Neste cenário, muitos gestores ainda se perguntam como desenvolver estratégias sustentáveis de e-business. As estratégias da empresa devem englobar também a tecnologia, prestando atenção primeiramente em seus clientes (internos e externos).

Olhar as oportunidades oferecidas pela internet sem se sujeitar às estratégias corporativas pode conduzir a empresa a gastos pouco eficazes, que podem redundar em baixo retorno ou prejuízo efetivo. Ao mesmo tempo, o planejamento das estratégias corporativas e a adoção da internet em seu negócio devem ocorrer como conseqüência de um exercício constante de análise dos ambientes externos e internos da empresa, permitindo ter uma visão bem clara de pontos como: principais processos administrativos, cultura da empresa, recursos e seu relacionamento com clientes e fornecedores.

Outro ponto crítico refere-se à atitude pró-ativa. A empresa precisa tomar decisões autônomas sobre as oportunidades e ameaças levantadas em função da internet. A postura reativa pode fazer com que a empresa perca o tempo certo na implantação de um determinado projeto. Igualmente, deve-se compreender as características menos mecanicistas da organização. Ela funciona também através de outros fatores como: o relacionamento pessoal de seus funcionários, as influências exercidas sobre seus clientes e fornecedores e novas formas de funcionamento da empresa. Um processo através da internet nem sempre tem condições de substituir isto.

Considerando estes aspectos, a implantação de uma solução de e-business exige ações gradativas e conscientes, respeitando os processos atuais e permitindo migração para o processo via internet apenas das atividades e funções relevantes e viáveis. Garante tempo para o treinamento do pessoal envolvido. Empresas de consultoria podem levantar as necessidades mais urgentes e trazer uma visão crítica e consciente para a implantação.

A empresa também precisa considerar as tendências tecnológicas e as oportunidades reais. E-learning, intranet, CRM, business intelligence, e-procurement e outras ferramentas de internet fazem parte dos projetos de mudança de muitas empresas. As oportunidades variam conforme o setor de atuação de uma empresa e cada setor tem oportunidades mais visíveis.

A estratégia de e-business de uma empresa pode realmente produzir prejuízo ou deixar de proporcionar ganhos significativos, caso ignore a necessidade de análise atenciosa e inteligente de todos os fatores que influenciam as corporações. A falta de estratégia, então, fatalmente trará prejuízos à empresa por pautar-se somente no fator tecnológico ou em sua área de TI.

Alexandre Valença C. de Araújo, administrador de empresas pela Fundação Getúlio Vargas, é consultor da Internet Business Boucinhas & Campos na área de análise de novos negócios e avaliação econômica de empresas.