Forecast 2002-2004 demonstra evolução dos softwares para TI

0
1

O estouro da bolha de companhias .com – conforme demonstrado com maior evidência pelo desaparecimento de muitas das companhias iniciantes .com de grande notoriedade e pelo declínio do valor de mercado de seus sobreviventes – não deveria ser motivo de equívoco de que seja o fim de negócios eletrônicos.

Na verdade, representa apenas o começo, de que a evolução contínua de aplicações empresariais e de software habilitador não tem diminuído com o curso da economia. A indústria de tecnologia de informação está voltando ao trabalho e concentrando-se na fabricação de ferramentas e infra-estrutura necessárias para impulsionar os negócios eletrônicos, de acordo com a publicação Technology Forecast 2002-2004 (Previsão Anual de Tecnologia para 2002-2004) da PricewaterhouseCoopers Volume 1, titulado Navigating the Future of Software (Navegando o Futuro de Software), divulgada hoje.

A Forecast tem sido publicada desde 1988. “Muitas companhias sentem a dor da implosão de companhias .com, porém a exuberância que marcou os últimos anos deixou alguns aspectos muito positivos que auxiliarão a esculpir o futuro do software empresarial”, disse Mike Katz, COO e diretor-administrativo do Global Technology Centre (Centro Global de Tecnologia) da PricewaterhouseCoopers.

Contrário a muitas outras áreas de tecnologia, a previsão do futuro do software torna-se difícil de ser efetuada com qualquer grau de exatidão. Porém, de acordo com a Technology Forecast, certas tendências identificáveis, transportadas através da explosão de companhias .com proporcionarão um senso de direção para uma indústria marcada pela criatividade e inovação.

A publicação anual da Technology Forecast explora a ênfase constante em capacidades entre empresas e outras tendências funcionais aperfeiçoadas, influenciando o desenvolvimento de aplicações empresariais, incluindo capacidades analíticas, colaboração, mobilidade, portais, computação em tempo real e utilização.

A edição 2002-2004 explora a evolução contínua de tecnologia de software de habilitação e oferece previsões para três arquiteturas de software utilizadas para aplicações empresariais – integração de aplicação, agrupamento de componentes e serviços da Web. “Possivelmente o maior desafio técnico que as grandes organizações encontram hoje está na utilização de tecnologia de informações em integração de aplicações”, disse Eric Berg, diretor-administrativo do Centro Global de Tecnologia da PricewaterhouseCoopers e editor-chefe da Forecast. Segundo o executivo, muitas empresas atualmente estão no meio de uma transição entre arquitetura de software baseada na utilização de suporte lógico personalizado (middleware) EAI, para conectar conjuntos de aplicações acondicionadas para uma só, no qual as aplicações são divididas em componentes menores que são mais fáceis de integrar.

A Technology Forecast discute estas e outras mudanças em andamento em tecnologia de informação empresarial. A publicação está dividida em três principais seções, cada uma destacando uma área diferente de software empresarial, que juntas apresentam 17 capítulos oferecendo cobertura detalhada de tecnologias e aplicações. Discute também cinco tendências importantes que são antecipadas a influenciar o futuro do software: o impacto de aplicações utilizando arquiteturas de colegas a colegas (P2P, sigla em inglês), ao invés de arquitetura de servidor/cliente; a ascensão do software de arquitetura aberta como uma alternativa para produtos licenciados comercialmente; o potencial para agentes de software inteligente capaz de agir sem supervisão humana constante; nova abordagem ao desenvolvimento de software baseado em Model Driven Architecture (Arquitetura Dirigida por Modelo); e uma reversão da tendência com o uso do browser da web como o cliente padrão para aplicações cliente-servidor.