Nestlé lança plataforma de inovação aberta

O Panela é um programa de conexão da companhia com todo ecossistema de inovação no país

0
32
Carolina Sevciuc, diretora de transformação digital da Nestlé
Carolina Sevciuc, diretora de transformação digital da Nestlé

Visando ampliar ainda mais o ritmo de inovações abertas e concentrar todas as iniciativas em uma única plataforma, a Nestlé criou o Panela Nestlé, programa que já nasce com 43 parcerias de startups em andamento. Segundo Carolina Sevciuc, diretora de transformação digital, “o projeto chega para consolidar a presença da companhia no ecossistema de inovação. E para ser o canal de conexão para que parceiros internos e externos se relacionem com a empresa que conta com mais de 50 marcas. Através da plataforma, o contato com a companhia será mais fácil, o que contribuirá para o aumento das possibilidades e oportunidades de negócios, bem como para o incremento do volume de desenvolvimento de projetos e soluções inovadoras que vêm sendo conduzidos ultimamente”.

Apenas nos últimos três anos, a empresa analisou mais de 1.400 startups, das quais se conectou com quase 400. Como resultado, realizou 100 testes pilotos e implementou mais de 30 projetos em escala, sendo reconhecida por 2 vezes seguidas pelo 100 Open Startups (2019 e 2020) como a empresa no setor de alimentos e bebidas que mais atua com inovação aberta no Brasil. “A partir desses números, é possível ter uma ideia do potencial do Panela. Com a plataforma,  a Nestlé contribui para desenvolver a inovação na cadeia de alimentos do Brasil e de forma colaborativa. E o lançamento representa um passo significativo de nossa jornada de inovação”, ressaltou Carolina.

O Panela Nestlé já nasce com parceiros tais como o Innoscience, Distrito, Aevo, Techstart, Nexus, Endeavor e All 4 Food. E, para marcar o lançamento da plataforma, o Panela acaba de estabelecer 10 desafios de negócios para as startups. Eles envolvem demandas de diversas áreas da companhia, como marketing, trade, supply chain, vendas, jurídico, com destaque para inovação, transformação digital e sustentabilidade.

As startups selecionadas irão trabalhar de forma conjunta com a Nestlé no desenvolvimento de um piloto ou prova de conceito remunerados que serão aplicados em ambiente comercial para verificação da aderência das soluções no mercado. No final do programa, caso o projeto seja validado, as empresas selecionadas poderão ser contratadas como parceiras ou fornecedoras da Nestlé.

O Panela também está lançando mais três desafios para universidades. O objetivo é impulsionar projetos de pesquisa e desenvolvimento de cunho tecnológico e acadêmico na divisão técnica da Nestlé e acelerar a transformação de conhecimentos científicos em inovação nos processos e produtos. Inscrições e detalhes dos desafios:https://panelanestle.com.br/