Do broadcast ao socialcast

0
2



Já não se discute a importância das redes sociais no comportamento das pessoas. A questão é como utilizar estes novos recursos e qual o impacto nos negócios e nas relações interpessoais. Um dos maiores benefícios é a colaboração. A possibilidade de interagir e compartilhar alterou o sentido das inovações, que agora vem dos usuários para as empresas.  O jornalista Manoel Fernandes aproveitou a nova onda e fez uma demonstração utilizando o próprio tema. Reuniu um time de treze profissionais de comunicações, do qual eu tive a honra de participar, e organizou um livro colaborativo – “Do Broadcast ao Socialcast”, um belo ensaio sobre este fenômeno do século XXI.

Para iniciar o caminho, Herberto Yamamuro relembra os conceitos revolucionários do líder da NEC, Koji Kobayashi. Um visionário que apontava a convergência digital como o começo de tudo, há mais de 40 anos. Na sequência, Bruno Fiorentini, ex-presidente do Yahoo! Brasil, questiona “Que mundo novo é este?” através de um episódio que ocorreu com ele: uma foto de uma situação inusitada que percorreu o mundo na velocidade da internet. O professor e jornalista Caio Túlio Costa desafia os tradicionais padrões da mídia e aborda um tema bastante sensível: “Moral Provisória 2.0”. Qual o impacto da internet na programação das TVs e nos valores do mercado editorial?

Marcos Souza Aranha, da agência iChimps, fala sobre o conceito de marketing de engajamento, das mudanças de perfil de consumo, o senso de urgência e aparente contradição entre o compartilhamento e o individualismo. Exercendo um papel crítico neste cenário, o blogueiro Wagner Fontoura afirma: “Não somos bicho-papão”. De quebra, apresenta dados atuais sobre a publicidade no Brasil e discute o futuro do jornalismo após esta revolução.

A pergunta que fica no ar: “É possível controlar este mundo?”. Alessandro Barbosa Lima, da E-Life, afirma que não. E traça um divertido paralelo entre blogs e erva – daninha. Já Romeo Bussarello, da Tecnisa, aborda desde as antigas malas diretas até as atuais vendas de imóveis pelo Google. Por isso mesmo, hoje ele prefere pedir desculpas, ao invés de pedir licença.

Marcelo Coutinho, professor e consultor do Ibope, foi um dos maiores incentivadores do autor na elaboração desta obra. Ele destaca a importância do capital social na nova economia, reforçando os aspectos da audiência e da relevância na comunicação atual.

Manoel Fernandes, que concebeu o projeto do livro, dedica um capítulo ao novo conceito editorial: o jornalismo de indexação. O também jornalista, José Luiz Schiavoni, da S2, sugere o que deve mudar na relação com a imprensa. Reinventar ou morrer, este é o seu lema.

Enquanto o psicólogo Sergio Cavalcanti, da PeopleMedia, explica qual é o papel de uma agência de mídias sociais, o publicitário Ruy Linderberg, da Leo Burnett, deixa um conselho real para o novo mundo digital: um olho no gato e outro no mouse.

No meu caso, busquei contextualizar esta viagem até chegar ao caminho para a web 3.0, onde a rede IP será a plataforma da vida digital. A internet conectará inteligência pelas redes de conhecimento e comunidades descentralizadas. O vídeo será o grande acelerador do tráfego, que alcançará novos patamares de dados, como o zettabyte.

Para encerrar a jornada, o professor Silvio Meira, cientista-chefe do Cesar, exalta a consagração do dedão, simbolizando o celular como o principal dispositivo do futuro. Citando Douglas Adams, ele tenta explicar porque tudo é tão “anormal” hoje em dia, mas faz as suas apostas e previsões para o ano de 2020.

O Socialcast é um modelo novo e sedutor, pois privilegia a democratização da informação e confere poder ao consumidor.

Ficha técnica

Título: Do broadcast ao socialcast – Como as redes sociais estão transformando o mundo dos negócios
Autor: Manoel Fernandes (organizador)
Editora: W3 (2009)
Página: 81

Marco Barcellos é diretor de marketing da Cisco do Brasil e mestrando em administração na FGV-SP
E-mail: [email protected]
Siga o BlogCDL (Clube do Livro) no Twitter http://twitter.com/BlogCDL
Para críticas e sugestões, visite o blog
http://blogclientesa.clientesa.com.br/clubedolivro