Mobilidade, o e-mail marketing na palma da mão

0
3



A convergência digital levou várias empresas a desenvolver seus serviços pela internet. Há algum tempo, já não precisamos sair de casa para ir ao banco ou fazer compras, pois está tudo on-line. O acesso à web já é mais do que comum. Tão comum que não precisa mais ser feito somente pelo computador. A inovação da tecnologia está gerando diferentes plataformas para acessarmos a internet, como celulares, vídeo games, televisores, etc. Destes, o de maior destaque, devido à mobilidade, é o celular. Só no Brasil, são cerca de 150 milhões de linhas móveis ativas, das quais 7,3% acessam o mundo virtual, segundo dados da agência de pesquisas Nielsen. A fim de ter acesso móvel à internet, os consumidores estão migrando para aparelhos mais turbinados, com tecnologia 3G, especialmente os smartphones, que trazem maior capacidade de transmissão. Atualmente, o Brasil conta com 3,5 milhões de celulares 3G, é o que apontam os dados da Nokia Siemens Networks.

O hábito de acessar a internet levou ao que já esperávamos: ler e responder e-mails. E, junto com isso, trouxe oportunidades para as empresas que desejam se comunicar diretamente e se beneficiar desses recursos. Estamos em uma fase de mudança de comportamento e é preciso acompanhar esse processo para se manter no mercado. O cenário é promissor e traz oportunidades que ninguém imaginava. E-mail marketing no celular é uma tendência que vai virar realidade a uma distância não tão grande assim. Porém, o planejamento é fundamental. Os acessos aos e-mails pelos smartphones ainda são tímidos, em relação ao tamanho populacional de nosso País. Mas, visto a extensão rápida do uso do celular, provavelmente a aderência a esse tipo de comunicação será muito ágil.

Essa é a hora de deixar a casa pronta, com ações iniciais que já podem ser aplicadas e alinhadas à essa tendência. O e-mail marketing, como sabemos, é o único canal de mídia on-line que permite mensurar, além de quantos, quem se interessou pela sua comunicação. A estratégia de identificar perfis e segmentar continua e é fundamental. A mudança está na aplicação. A visualização do usuário de smartphone sempre, ou na maioria das vezes, é rápida. Portanto, a comunicação deve ser cada vez mais objetiva e com abordagem diferenciada. E o campo visual é muito menor do que a tela de um computador, geralmente entre duas ou quatro polegadas. Por isso, é necessário identificar, em uma campanha de e-mail marketing, de qual dispositivo o usuário acessou a mensagem. Somente com essa mensuração pode-se mudar ou inovar nas estratégias de comunicação, considerando a criação direcionada para smartphones.

A preocupação com o trabalho de personalização das mensagens deve ser grande, já que, de acordo com a plataforma utilizada pelo destinatário, sua mensagem pode ser ou não lida. Hoje, os usuários estão utilizando o smartphone como filtro para eliminar de imediato e-mails irrelevantes, deixando apenas as mensagens importantes para uma interação posterior.

A chegada da tecnologia 3G propiciou a rápida aderência ao acesso à internet pelo celular. Só acompanhará essa corrida quem decidir chegar primeiro. Mas, antes de tudo, planejar e aplicar a ética na comunicação continuam sendo estratégias fundamentais, mesmo quando falamos de e-mail marketing no smartphone. Preparar-se para essas etapas só facilita a passagem para as próximas. Que venha a tecnologia 4G. Comunicação em voz, vídeo e dados… o triple play em uma escala ainda melhor do que a já atual 3G.

Walter Sabini Junior é CEO da Virid Interatividade Digital, empresa especializada em soluções e serviços de e-mail marketing.