Estudo inédito revela as marcas com maior inteligência digital junto aos consumidores

Call to Call News:

Levantamento ouviu 1450 consumidores
e avaliou 7 segmentos

A cada dia, o mundo “off” e o mundo “on line” vem obrigando marcas e empresas a trabalhar sua imagem nos dois universos com a mesma importância. Muitos especialistas acreditam que, em pouco tempo, não haverá distinção entre um e outro.

Para saber quais marcas os internautas consideram aquelas que mais se destacam no ambiente digital, por iniciativa do Grupo Troiano de Branding, em parceria com a ProXXIma (Grupo M&M), o Ibope Inteligência e o e-bit realizaram um estudo pioneiro, visando identificar as empresas que, na opinião dos consumidores, detém o mais evoluído DNA digital.

Os organizadores submeteram aos 1450 entrevistados 7 categorias de produtos e 7 marcas, todas elas nascidas muito antes da era digital. As categorias pesquisadas foram: automóveis, bancos, bebidas alcoólicas, eletrodomésticos, eletrônicos, telefonia e vestuário/moda.

Os vencedores

Os três primeiros colocados foram:
Automóveis: 1º FIAT, 2º Volkswagen, 3º Chevrolet ;
Bancos: 1º Itaú, 2º Banco do Brasil, 3º Bradesco;
Bebidas alcoólicas: 1º Skol, 2º Johnny Walker, 3º Smirnoff;
Eletrodomésticos: 1º Electrolux, 2º Brastemp, 3º Arno;
Eletrônicos: 1º Sony, 2º Samsung, 3º HP;
Telefonia: 1º TIM, 2º Vivo, 3º Oi;
Vestuário/Moda: 1º Nike, 2º C&A, 3º Adidas

Critérios

Os entrevistados eram 63% homens e 37% mulheres. Destes, 36% tinham nível superior completo e pós graduação incompleta, 23% pós graduação completa, 4% com até o 2º grau incompleto e 38% o segundo grau completo e superior incompleto.

Outra preocupação dos organizadores foi escolher entrevistados que fossem usuários muito familiarizados e habituados com a web. Entre os pesquisados, 62% trafegam na internet há mais de 10 anos; 100% utiliza banda larga e 38% deles com 5 ou acima de 10Mbps; e 49% deles trafegam mais de 35 horas por semana.

Um grupo de renomados especialistas no meio digital, como Fabiano Coura, da R/GA; Mentor Muniz Neto, da Bullet; Paulo Loeb, da F.biz; e Ruy Bilson, do Grupo Troiano, também contribuiu com o estudo identificando os 5 drivers (quesitos) por meio dos quais as marcas foram avaliadas. A partir deles, os internautas atribuíram um peso de importância para cada um. São eles (por percentual de importância): Utilidade 23%, Agilidade 21%, Mobilidade 20%, Sociabilidade 18% e Visibilidade 17%.

Conclusões

Segundo Ricardo Klein, Gerente de Projetos do Grupo Troiano de Branding e um dos responsáveis pelo estudo, “a integração do mundo analógico com o digital é um exercício constante, regular e dedicado. Em breve, não teremos mais universos diferentes, portanto as marcas que melhor fizerem esta integração, mais rapidamente serão reconhecidas pelos seus consumidores”, conclui.

Para Jaime Troiano, presidente do Grupo Troiano de Branding, o importante é a visão do consumidor sobre a melhor forma de ser atendido no ambiente digital, muito mais que a peculiaridade de cada um dos segmentos de negócios onde a marca está. Foi exatamente por essa razão que a importância relativas dos drivers foi quase a mesma nos sete segmentos de negócios. “O estudo nos permite reafirmar que os princípios fundamentais de construção de marcas fortes continuam sendo os mesmos, tanto no mundo analógico, quanto no digital”, finaliza.