As marcas nas mídias sociais — como se adaptar ao novo normal

Ser uma “força para o bem” é a mensagem mais importante que uma marca pode enviar

Como o distanciamento social induzido por pandemia empurra as pessoas para os limites de sua própria casa, tudo o que podemos dizer é: “graças a Deus, temos a Internet para ajudar a passar o tempo”. Durante o bloqueio, as pessoas adotaram as mídias sociais a ponto de registrar um aumento sem precedentes no tempo de tela, um aumento de 25% no engajamento no Instagram e no TikTok no mês passado e um aumento impressionante de 72% no conteúdo #ad dos influenciadores. Especialistas recomendam três temas que as marcas devem considerem nas redes sociais durante o período da pandemia:
1. Seja uma força para o bem — pesquisa conduzida por Kantar constatou que a maioria da população (92%) não achava que as marcas deveriam parar de anunciar durante a crise, mas suas mensagens devem apoiar os governos locais e as organizações de saúde, mantendo-se fiel aos valores de sua marca, como estão fazendo a Crocs, a Gymshark, a JBL e até mesmo a Pornhub.
2. Coloque seu público em primeiro lugar — agora é mais importante do que nunca entender verdadeiramente o que eles querem ver no seu conteúdo de marca, e por isso você precisará torná-lo autêntico e mantê-lo real
3, Seja interativo e criativo com o conteúdo – a única coisa que todos ansiamos no momento é conexão, por isso está na hora de ser criativo com diferentes recursos e funções, inclusive filtros de rosto, efeitos de marca, GIFs, além de Realidade Aumentada e Realidade Virtual.

Resumindo, para atender a essa mudança de comportamento, as marcas não devem enviar mensagens agressivas de vendas, pois essa é uma maneira de afastar o público que está em casa e se distancia social. Agora, seu público-alvo se preocupa principalmente com as pessoas que estão fazendo o bem e, por isso, incentiva-se as marcas a confiarem em suas mensagens e a serem corajosos com seus criativos, para que não se percam no mar da mesmice. Fonte: The Drum

Walt Disney atualizou o My Disney Experience
A Walt Disney Co. adicionou novos recursos ao aplicativo móvel My Disney Experience, quase como uma compensação ao fato e que seus parques temáticos estão temporariamente fechados devido ao coronavírus. O aplicativo agora inclui receitas, papéis de parede do PhotoPass, destaques de desfiles e shows e atividades no aplicativo, nas quais os usuários podem aprender a desenhar personagens da Disney, como Mickey Mouse. A empresa também adicionará curiosidades, vídeos e jogos ao aplicativo em breve. Fonte: MyNews13

Como as marcas B2B estão se conectando via social
Em um novo mundo de feiras canceladas, à medida que os funcionários são forçados a trabalhar em casa e as empresas estão mudando estratégias para experiências digitais, os canais de mídia social se tornaram essenciais para promover eventos virtuais e comunicar descontos ou ofertas gratuitas de serviços. Organizações B2B como Moz e Inverta estão usando canais sociais da empresa, bem como canais sociais de funcionários individuais, para transmitir informações úteis ao público e promover um senso de comunidade. As mídias sociais também permitem que as organizações compartilhem como estão ajudando a comunidade em seu momento de necessidade. Quando se trata de decidir quais canais sociais alavancar, os profissionais de marketing devem primeiro entender seu público e saber quais plataformas eles freqüentam para estabelecer uma conexão pessoal e profissional. A Pesquisa de Preferências de Conteúdo 2020 do Demand Gen Report descobriu que o LinkedIn continua sendo o principal canal para compartilhar conteúdo de liderança, com 81% dos entrevistados dizendo que compartilham conteúdo relacionado a negócios com sua rede. No entanto, Facebook, Twitter e Instagram também estão se tornando bastante comuns para o compartilhamento de conteúdo. Especificamente, a pesquisa mostrou que 43% dos entrevistados disseram compartilhar recursos no Twitter, 40% no Facebook e 22% no Instagram. Fonte: DemandGenReport