A década da integração

0
4

Na última década, a demanda por produtos baixou. O que se exige agora, é que estas plataformas venham acompanhadas de serviços que garantam soluções eficazes. Em entrevista exclusiva, Angelino Ernesto Piccolo Neto, CEO da Sopho, comenta as transformações ocorridas no mercado.
Callcenter.inf.br – Quais as principais mudanças que enxerga do mercado nesses últimos 10 anos?
Angelino Ernesto Piccolo  – Nos últimos 10 anos, o mercado vem gradualmente exigindo provedores de solução ao invés de fornecedores de produtos. O fornecimento deixou de ser uma venda de produtos e se tornou venda de contrato de serviços com exigências de SLA. O relacionamento com o cliente está cada vez mais consultivo e orientado ao atendimento das demandas dos usuários internos dos clientes.As empresas integradoras e provedoras de serviços, com foco em clientes e com parcerias tecnológicas, têm conseguido atender melhor essas novas exigências.
Quem era a Sopho há 10 anos e quem ela é hoje?
Há dez anos éramos uma divisão da Philips do Brasil, chamada Philips Business Communications, e como fabricante de equipamentos de telecomunicações produzíamos plataformas de comunicação de voz. A venda desta divisão para a OpenGate Capital em março de 2010 deu origem a uma nova empresa chamada Sopho Business Communications. Nesse primeiro ano de operação temos estabelecido parcerias tecnológicas estratégicas com diversos players do mercado mundial.