Almaviva define home office permanente

Equipe administrativa, em São Paulo, vai se manter em sistema de trabalho misto mesmo pós-pandemia

0
3
Francesco Renzetti
Francesco Renzetti

Diante da pandemia causada pela Covid-19, muitas empresas adaptaram as operações e alteraram a rotina dos colaboradores para manter os serviços e cuidar da saúde de todos. A Almaviva do Brasil também seguiu essa tendência e já está alterando a maneira de trabalho de uma forma que se estenderá no pós-pandemia. No momento, mais de 60% da operação de atendimento já está em home office e, a partir de agora, em seu escritório central em São Paulo, toda a área administrativa, que já havia tido mudanças na modalidade de atuação entre as equipes desde o início da emergência, trabalhará em sistema de revezamento definitivo.

São cerca de 150 colaboradores da área de staff em São Paulo que passam, de maneira permanente, a ter uma rotina dividida entre home office e trabalho presencial, sendo 50% de sua carga horária cumprida em cada regime. “Essa decisão foi tomada porque, diante de todas as mudanças que aconteceram em função da pandemia, onde priorizamos resguardar a saúde de nossos colaboradores, a empresa pode avaliar que houve ganho de tempo, eficiência e comprometimento com essa modalidade de trabalho remoto, além de proporcionar uma qualidade de vida maior aos funcionários”, explica Francesco Renzetti, CEO da empresa.