Callink aposta em crescimento orgânico

0
0
Não bastasse as incertezas políticas e econômicas presente ao longo de todo o ano, 2014 ficou marcado ainda por conta do alto volume de passivos trabalhistas com que as empresas do setor de contact center precisaram conviver e administrar. Ou seja, não foi nada fácil. “No âmbito dos negócios foi um ano mais estável, administrado por crescimentos orgânicos e com poucas movimentações consideráveis no setor”, avalia William Costa Dias, CEO da Callink. Ainda assim, ele o ano foi bom para a empresa, que cresceu em torno de 20%. Muito em função da satisfação dos clientes, segundo o executivo. “Além de mantermos nossa carteira de clientes, conseguimos desenvolver com eles um crescimento orgânico. Trabalhamos intensamente nas frentes de eficiência operacional e produtividade”, detalha. Em entrevista exclusiva ao portal, Costa analisa o ano e conta como foi para a Callink.
Callcenter.inf.br – Que avaliação faz do ano para o setor?
Costa: No âmbito dos negócios foi um ano mais estável, administrado por crescimentos orgânicos e com poucas movimentações consideráveis no setor. No âmbito tecnológico o mercado e as empresas de tecnologia apresentaram novas soluções que visam melhorar o atendimento, seja de redes sociais à multicanalidade, assim como da eficiência operacional ao aumento de produtividade.
Que fatos marcaram o setor?
Acreditamos que, além da incerteza política e econômica com que terminamos este ano, o grande destaque talvez esteja no alto volume de passivos trabalhistas com que as empresas do setor precisam conviver e administrar, uma vez que encerramos mais um ano sem a votação no STF sobre a regularização da terceirização em nosso setor.
E para a Callink?
Foi um ano bom. Crescemos em torno de 20%. Os principais acontecimentos estão ligados diretamente à satisfação de nossos clientes. Além de mantermos nossa carteira de clientes, conseguimos desenvolver com eles um crescimento orgânico. Trabalhamos intensamente nas frentes de eficiência operacional e produtividade. Desenvolvemos uma nova vertical de negócios que visa promover as melhores soluções e práticas para nossos clientes da base, além de explorar o mercado de terceirização de Tech e Consultoria. Também destacamos dois importantes reconhecimentos recebidos pela empresa no cenário nacional. Nós tivemos três cases premiados no Prêmio ABT, o que vem de encontro com o nosso direcionamento de inovação tecnológica, eficiência e produtividade. E o que para nós foi o maior destaque é o reconhecimento que obtivemos com os resultados da pesquisa IBRC, da Revista Exame, em que fomos premiados como o melhor SAC de 2014, com o atendimento do Cartão American Express.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSuperar para se destacar!
Próximo artigoAntecipar é a melhor opção