Como a mulher deve se impor no mercado

0
1



O primeiro foco para a mulher se impor no mercado de trabalho é desenvolver sua competência em uma área específica. Há cada vez mais espaço em setores antes dominados por homens e que demandam sólida formação. Visitando ambientes como os de agronegócio, siderurgia e mineração é crescente a presença feminina, embora ainda haja um longo caminho a percorrer. Nas empresas de consultoria também o ambiente é muito favorável. Algumas inclusive possuem programas de diversificação que exigem a presença de um certo número de mulheres em seus quadros gerenciais. Portanto, estas áreas são promissoras.


E este deve ser seu segundo foco: após algum período na esfera de especialização é o momento de você pensar em responsabilizar-se por pessoas. A seqüência do desenvolvimento de um líder é: líder de si mesmo (todos nós somos), líder de tarefa e depois líder de pessoas. Não tenha ilusões, liderar pessoas é complexo e exigirá que você aprenda a dominar sua emoções, ter grande capacidade de ouvir, comunicação e persistência. Para isto utilize não apenas os cursos tradicionais mas também processos de desenvolvimento de liderança como o coaching executivo. Ele poderá ajudá-la a acelerar seu desenvolvimento e principalmente manter o equilíbrio em todas as esferas de sua vida.


Uma executiva é muito demandada no ambiente profissional, entretanto, a maior demanda é interna: em geral as mulheres são muito exigentes para consigo e se isto tem seu lado bom de torná-las profissionais extraordinárias, cobra seu preço as vezes pelo estresse que resulta. Sugiro que de tempos em tempos faça um sabático. Basicamente é um período de descanso que no mundo corporativo tem um significado especial: rever os horizontes. Ou seja, avaliar se a direção na qual sua carreira está seguindo irá levá-la aonde deseja. Caso negativo, faça as correções necessárias. Lembre-se somos seres humanos, não “fazedores humanos”. No ocidente e em particular no mundo empresarial somos levados a fazer coisas durante todo o período em que estamos acordados e isto ao extremo nos tira por vezes a essência humana. Sempre que possível acrescente a meditação e a contemplação em seu dia para conduzir-se de volta à esta essência.


Continuando, nunca pare sua carreira. Seja líder de líderes dentro da empresa e aprenda a engajar, mobilizar pessoas e realizar propósitos elevados. Ainda há uma quantidade ínfima de líderes empresariais femininas e portanto uma longa estrada para o equilíbrio de gênero no topo das corporações. Para isto, desenvolva sua resiliência, ou seja, sua capacidade de recuperar-se rapidamente após grandes frustrações e seguir em frente. A estratégia vencedora da maioria dos líderes é formada pelo binômio persistência e resiliência.


Lembre-se que o que nós vendemos uns aos outros em todos os instantes é nossa credibilidade. Sendo assim, tenha uma imagem, fala e principalmente postura de credibilidade. No mercado corporativo isto significa assemelhar-se a uma locutora de telejornal: seriedade, elegância, sobriedade e estilo nas doses certas. A menos que você trabalhe em um setor muito específico – por exemplo: empresa comercial de materiais para a prática de esportes radicais – sua imagem e postura devem seguir este modelo. Quando possível, contrate uma personal stylist para que possa conhecer sua cor e tom de pele e as cores e padronagens de roupas mais apropriadas a você. Mas, atenção: cuidado com as recomendações de estilistas, o mundo executivo não é tão conhecedor da moda assim para avaliar sua nova roupa muito alinhada à última tendência: mantenha-se no clássico sempre que possível.


Preocupe-se também em manter uma postura de confiança e não por sentir-se confiante. Se você for esperar sentir-se confiante para competir no duro mercado corporativo, pode ser que espere indefinidamente. As pessoas não podem ver o que se passa no seu interior. Todos nós temos nossos receios e exigências pessoais para conosco. Por vezes isto nos deixa inseguros, mesmo que a qualidade de nosso trabalho seja de excelência internacional. Esqueça isto: mantenha seu propósito sempre alto e faça as ações alinhadas a ele independente do que estiver sentindo. Você terá muito mais sucesso no mundo corporativo se desenvolver sua imagem e postura de confiança do que tentar aguardar por emoções favoráveis para agir. E o mundo corporativo é um mundo de atitude.


Quanto ao equilíbrio interno, nunca deixe de cuidar de suas várias dimensões humanas através de ações como: adquirir continuamente mais conhecimento, saúde física, preparo psicológico, alfabetização financeira, ter a mentalidade de um esportista, períodos de lazer, cuidar de suas relações relevantes (família e amigos), aprimorar sua maturidade espiritual e de tempos em tempos, aventurar-se para exercitar o domínio das emoções, especialmente o medo. Apesar de complexo, desenvolver estas ações – de forma constante e consistente – geram a energia necessária para que você possa suportar e impor-se no duro e competitivo mundo corporativo.


Silvio Celestino é coach de executivos e palestrante.