Como motivar funcionários em momentos de crise

0
2
Autor: Luciana de Mello
Dentre as inúmeras funções do departamento de RH, a motivação e engajamento de funcionários pode ser uma das mais difíceis, afinal, depende diretamente das lideranças intermediárias de equipe. O RH faz o planejamento e dá as ferramentas, porém, se os líderes não considerarem o fator motivacional como intrínseco à sua função, não conseguimos resultados efetivos.
Ser claro e transparente com os funcionários são fatores positivos e que interferem no bom relacionamento e, por consequência, no comportamento e satisfação do colaborador na empresa. Principalmente em um momento de crise econômica no país, onde muitos colaboradores ficam receosos e desanimados.
Cortes de pessoal, quando necessários, devem ser realizados de forma totalmente alinhada entre diretoria e RH, e de forma rápida, pois o processo é sofrido para quem vai e para quem fica. O correto é comunicar sobre a situação da empresa, mitigandopossíveis boatos. Em casos extremos, a liderança pode ser chamada para uma palestra com o CEO, que também costuma acompanhar de perto essas ações. Ele deve validar a decisão das diretorias, apoiar o processo e comunicar às lideranças.
Em períodos de demissões, precisamos também redistribuir as funções de forma justa e coerente. Ações coletivas de engajamento como treinamentos, reuniões com a liderança e endomarketing também são importantes.
Alguns aspectos importantes para motivar os funcionários em períodos de crise:
1. Reconhecimento de funcionários: promoções quando necessárias precisam continuar acontecendo, para não dar impressão de estagnação da empresa.
2. Eventos recorrentes na empresa, como aniversariantes do mês, reuniões de resultado, etc., seguem normalmente, a rotina dos colaboradores e da empresa deve continuar.
3. Ações de endomarketing têm mais peso em momentos de crise, pois os valores da empresa e do emprego estão sendo reavaliados pelo colaborador.
Embora o RH tenha um papel primordial neste cenário, o apoio do marketing é fundamental para a maioria dessas ações. Quando o RH encontra um marketing atuante e participativo, fica estabelecida de fato, uma parceria. Ambos estão a serviço da empresa e do colaborador, orientados o tempo todo para a Missão, Visão e Valores da companhia.
Luciana de Mello é coordenadora de RH e atendimento do Grupo GR.