Dê olho no setor de call center

0
2

As negociações para a venda da Atento, uma das líderes do setor brasileiro de contact center, foram encerradas na última sexta-feira, 12, e desde então, o mercado espera com cautela e ansiedade os rumos que serão traçados pelo Bain Capital, fundo norte-americano de investimentos que adquiriu o controle da companhia. “Acho que as mudanças não serão sentidas em um primeiro momento, mas o futuro próximo pode nos trazer inovações tecnológicas que proporcionem melhorias”, avalia a supervisora de relacionamento da Sodexo, Deyse Macedo, em entrevista exclusiva ao Callcenter.inf.br.
Segundo Deyse, a compra da Atento deve contribuir para que o mercado de call center se reinvente com a chegada de uma nova visão, no caso, do Bain Capital. Para ela, a concorrência deve aumentar entre companhias de diversos portes. “As pequenas empresas, focadas em infraestrura e pessoas, vão precisar se fortalecer e conquistar profissionais qualificados para fazer a diferença. Por outro lado, as que têm posições de atendimento agregadas à tecnologia, como é o caso dos grandes call centers com BPO, devem inovar e investir para trazer qualidade ao atendimento”, explica.
Para a supervisora de atendimento da empresa cliente do serviço de contact center, a transição do comando da Atento para o private equity norte-americano deve ser tranquila neste primeiro momento. “Eu vivo o dia a dia da operação não presenciei ou tive qualquer tipo de receio com relação à compra, mas acredito que a operação será tranqüila nesse primeiro momento até que todos saibam efetivamente como é que as coisas vão acontecer”, avalia Deyse.