Facilidades pros dois lados

0
9
Cada vez mais, as áreas de recrutamento vêm utilizando as redes sociais nos processos de recrutamento e seleção, principalmente no que tange a atração de profissionais. Isso porque, segundo Aline Silva, consultora executiva da Luandre, trata-se de um recurso rápido e eficaz principalmente  para vagas operacionais, como no setor de teleatendimento, gerenciais e administrativas. “Por meio desta ferramenta conseguimos otimizar o tempo e facilitar o acesso às vagas considerando que grande parte do público utiliza este recurso.” Além disso, ela explica que os novos canais proporcionam ao profissional/candidato a facilidade e praticidade de conhecer os requisitos das vagas. Em entrevista exclusiva ao portal, Aline fala sobre as vantagens dessa forma de recrutamento de profissionais, destacando as melhores formas disso ser feito.
Callcenter.inf.br – Quais são as vantagens de recrutar e selecionar profissionais pelas redes sociais?
Aline: As vantagens para este modelo de seleção consistem em rapidez nos processos, pois é possível divulgar a mesma vaga em diversas fontes de recrutamento, além disto, é significativo o retorno que temos em relação ao volume de profissionais que se candidatam tendo em vista a facilidade para repassar a vaga para seu ciclo de contatos. Outro ponto relevante  diz respeito à assertividade para o fechamento das vagas devido a clareza no perfil e boa divulgação das informações pertinentes. Conhecer um pouco mais do candidato através das redes sociais – no caso dos cargos gerenciais – também ajuda a filtrar melhor quem está mais adequado para a vaga de acordo com suas competências.
Mais especificamente no mercado de contact center, como essa forma de recrutar e selecionar profissionais pode ser utilizada?
Considerando que a área de contact center é um segmento que abre uma quantidade significativa de vagas e normalmente os candidatos inscritos e recrutados fazem parte de um público jovem – ou seja, um público que está atento  as novidades principalmente as que são divulgadas no Twitter, Instagram, Facebook, entre outros – as redes sociais podem ser usadas sobretudo para divulgação de vagas. Já em relação as  vagas gerenciais, sites como o Linkedin nos possibilitam a visualização em massa dos candidatos com o perfil buscado e a análise das qualificações do candidato, além de possibilitar a amplitude do network.
Como isso deve ser feito?
Após entender a necessidade para a vaga, deve ser avaliado qual será a ferramenta ideal para divulgar as informações desejadas, porém tal ato deve ser realizado de maneira ética, cuidadosa, sem expor dados confidenciais. Vale ressaltar que é preciso expor todos os anúncios de modo atrativo e de fácil compreensão.
Quais cuidados que se deve ter?
As empresas que utilizarem este recurso devem  se precaver principalmente para que as informações a serem divulgadas não gerem nenhum tipo de preconceito e discriminação, o que pode fazer com que o candidato perca o interesse em participar do processo seletivo. Exatamente por isso  as informações devem ser expostas de forma clara para que os profissionais consigam identificar se estão ou não no perfil da vaga em questão. Quando não se há clareza nas informações divulgadas existe a possibilidade de receber muitos candidatos fora do perfil e assim estender o processo seletivo e utilizar um período maior para  um novo processo.