Grupo Rede atualiza infra-estrutura de telecom

0
2


O Grupo Rede – do setor elétrico nacional, atuante na distribuição, geração e comercialização de energia – registrou, no início deste ano, uma redução de cerca de 20% em custos de tarifas telefônicas e 15% em links de comunicação. A economia ocorreu devido à atualização da rede de telecomunicações do grupo – iniciada em meados de 2005 e ainda em andamento -, solução encontrada a partir de serviço de consultoria da Unisys, baseada na otimização de custos em telecomunicações.

A Unisys foi acionada para apoiar o grupo na busca de uma solução segura e econômica para a modernização da rede de telecomunicações, sem causar impacto no atendimento. A rede utilizava links dedicados – “SLDD” -, o que implicava em alto custo para integrar as empresas do Grupo a uma central, além de não ter flexibilidade para agregar novos serviços. A solução encontrada foi atualizá-la com tecnologia “frame relay”, que oferece agilidade para integrar vários pontos a uma única central, além do tráfego de voz e dados, com a vantagem de ser oferecida em modelo de serviço pelas operadoras. “A rede estava defasada, gerando demora no atendimento e insatisfação dos usuários”, afirmou o diretor de Qualidade e Tecnologia da Informação do Grupo Rede, Antonio Vanderlei Soares.

O serviço de consultoria, que durou três meses, teve início em outubro de 2004, e incluiu um levantamento de 100% dos links de dados e voz e da capacidade da rede, além do desenho do futuro modelo com as adaptações para chegar à configuração ideal. “Fizemos uma avaliação ampla dos custos de telecom da empresa e dos requisitos dos negócios do cliente”, afirma Rubens Caparica, diretor de Consultoria em Infra-estrutura e Segurança da Unisys Brasil. Após a opção pelo “frame relay”, a Unisys atuou com o Grupo Rede na análise das ofertas e na seleção das operadoras para implementar a nova tecnologia.

A consultoria fortaleceu a parceria entre o Grupo Rede e a Unisys, que agora também passará a operar a rede remotamente com serviços gerenciados de segurança, governança de TI e help desk. Esses serviços serão prestados a partir do MSC (centro de serviços gerenciados), em Veleiros (São Paulo – SP). “Estamos cada vez mais voltados para a estratégia de terceirização. Isso nos permite concentrar nossos esforços no negócio do grupo, que é a distribuição de energia elétrica, enquanto delegamos para empresas especialistas em TI a parte operacional”, afirma Vanderlei, que está na empresa há três anos com o objetivo de implementar novas práticas de terceirização.