Kakau faz bot AnnA virar cartoon

Projeto busca humanizar Central de Dúvidas e educar sobre os processos 100% digitais da empresa

0
3
Executivos da Kakau Seguros
Executivos da Kakau Seguros

A Kakau, plataforma digital de seguros por assinatura, desenvolveu uma campanha de vídeos para ajudar a comunidade consumidora de seguros a conhecer e se educar aos processos 100% digitais da empresa. Baseada na estrutura de human-centered design, ou seja, centrada nos desejos e necessidades do usuário final, a ação humanizou em formato de cartoon a AnnA, chatbot da empresa, para ajudar nas experiências do cliente. “Como pioneira em oferecer seguros por assinatura no modelo ‘liga e desliga’ vimos nos vídeos a melhor maneira de iniciar o projeto Anna Educa”, explica Diogo Russo, sócio-fundador da Kakau.

Segundo o criador da personagem, Thiago Felizzola, da Spiral, a “Anna é uma personagem capaz de criar uma conversa em diferentes cenários, como, por exemplo, auxiliando o usuário na abertura de um sinistro via Facebook Messenger, ou na nova série de vídeos para nosso canal no Youtube, com conteúdo sobre cada um dos produtos. Ela cria afinidade e simplifica a jornada do usuário Kakau em diversos pontos de contato”. O primeiro conteúdo é a tradução visual de como é possível abrir um sinistro dentro da plataforma Kakau. O vídeo com duração de 53″ mostra de maneira lúdica como é simples entrar no site e utilizar a plataforma Kakau Protege.

“Criamos uma campanha toda pensada no HCD e no NPS. Por isso, escolhemos os vídeos em formato de cartoon. Eles são capazes de cumprir melhor os papéis de criar laços afetivos e trabalhar as percepções do que um texto escrito. É muito mais fácil absorver uma mensagem em vídeo, já que o formato atrai e mantém a atenção de quem está assistindo. Importante destacar a equipe de criação que foi fantástica e que se empenhou muito para a construção dos vídeos. Nós, como insurtech, temos o compromisso de otimizar o budget da comunicação e usar dois pilares: o HCD e Gig Economy para ganhar escala democrática com maior alcance e eficiência de capital”, finaliza Diogo Russo.