Liderando pelo conflito existente

0
2


Conseguir lidar com os conflitos requer que o líder seja um grande mediador. Administrar os diferentes interesses – seja no campo pessoal ou profissional -, ouvir opiniões distintas acerca do mesmo assunto, promover um diálogo construtivo e buscar o consenso em prol de um objetivo maior é uma habilidade presente em poucos. Observando as novas exigências de um líder nos dias atuais, Mark Gerzon, escreveu o livro “Liderando pelo conflito: como líderes de sucesso transformam diferenças em oportunidades”, publicado no Brasil pela Editora Campus/Elsevier.

A convivência pede uma dose de flexibilidade para que as relações sociais sejam fortalecidas ou até mesmo “toleradas”. Não é a toa que a diplomacia ajuda na construção de parcerias entre nações, pessoas e empresas. “O aprofundamento das diferenças ocorre na mesma proporção tanto nas comunidades em que vivemos quanto em nossas empresas. Hoje, mais de 63 mil empresas multinacionais operam no mundo todo com mais de oito mil subsidiárias espalhadas pelo planeta. Há 40 anos era bem diferente. Em menos de uma geração, o número de executivos que trabalham além das fronteiras geográficas aumentou exponencialmente”, analisa Gerzon.

Aí vive o grande desafio das grandes organizações: ser flexível e capaz de mediar conflitos. O autor defende no livro que faz parte do passado o período em que os altos executivos respondiam somente aos proprietários e acionistas. Atualmente, eles precisam equilibrar grupos internacionais de funcionários, fornecedores, clientes, governantes, ONG´s de destaque, entre outros. Para Gerzon, os líderes têm de desenvolver as habilidades para transformar essas diferenças em oportunidades ou simplesmente perecerão.

Liderando pelo conflito foi desenhado para ajudar os líderes a encontrar soluções para os conflitos. A obra apresenta as oito ferramentas específicas a serem utilizadas para transformar dificuldades em progresso: a visão integral (reconhecer todos os lados de um conflito), o raciocínio sistêmico (compreender os relacionamentos que contribuem para o quadro), a presença (aplicar recursos mentais, emocionais e espirituais para entender a natureza do conflito), os questionamentos (obter informações cruciais para a solução do conflito) e a conversação consciente (pensar antes de falar e ouvir com atenção durante o diálogo).

O livro reúne exemplos – extraídos e armazenados após décadas de trabalho – de conflitos organizacionais, políticos e globais, distribuídos ao longo das 304 páginas. “A liderança que ultrapassa os conflitos envolve o enfrentamento honesto e criativo das diferenças, a compreensão integral de sua complexidade e contexto, além da capacidade de mobilizar os envolvidos rumo a soluções originais, tomadas em conjunto. Tudo o que você precisa é de pessoas, como você e eu, dispostas a agir como mediadores”, avalia.

Ficha Técnica
Título: Liderando pelo conflito
Autor: Mark Gerzon
Editora: Campus/Elsevier
Páginas: 304
Preço: R$ 64,00