Lucent e Juniper lançam solução integrada VPN IP

0
1

A Lucent Technologies e a Juniper Networks anunciaram acordo para o desenvolvimento de solução integrada de rede virtual privada IP, que permitirá às operadoras aproveitarem os benefícios de serviços Internet Protocol (IP) e, simultaneamente, continuar a oferecer serviços de dados em redes de próxima geração. O anúncio é resultado de parceria anunciada em maio deste ano. A solução VPN IP apresentada pela Lucent e Juniper Networks permite que as operadoras ofereçam a seus clientes corporativos novos serviços baseados em IP através dos switches multi-serviço da Lucent já existentes e plataformas de roteamento da Juniper Networks.

As empresas também anunciaram recurso através do qual as operadoras podem trafegar serviços ATM (Asynchronous Transfer Mode) e serviços Frame Relay numa rede baseada em pacotes utilizando a tecnologia Packet-based Multiprotocol Label Switching (MPLS), mantendo a mesma qualidade e a confiabilidade disponível hoje em redes ATM. Isto torna possível que as operadoras desenvolvam diferentes ofertas de serviço e estabeleçam preços para diferentes níveis garantidos de atendimento a empresas, dentro de uma rede convergente MPLS, com maior eficiência de custos. Um estudo de caso realizado pelo Bell Labs demonstrou que as operadoras podem economizar aproximadamente 24% em despesas de capital, além da economia operacional inerente ao uso de uma rede central (core network) convergente IP/MPLS. Este recurso fará parte da solução Lucent Juniper Networks Multiservice MPLS Core Solution, que deve estar disponível no primeiro trimestre do próximo ano.
A solução VPN IP da Lucent e da Juniper Networks irá possibilitar que as operadoras ofereçam os benefícios de serviços IP compatíveis com os serviços de acesso Frame Relay e ATM que as empresas já têm, utilizando os equipamentos já instalados. Entre tais benefícios, podemos citar serviços administrados pela empresa de telecomunicações para seus clientes empresariais, como acesso remoto seguro à intranet corporativa, e uma “extranet” virtual privada entre a empresa e seus fornecedores.