Mediz lança serviço para mercado corporativo

0
1

Após dois anos de lançamento, a Mediz, serviço de informação e entretenimento via reconhecimento de voz criado pela Gradiente, expande sua atuação e lança seu primeiro serviço totalmente voltado para o mercado corporativo. A novidade é fruto da parceria entre a Gradiente e a Compera, empresa especialista em soluções de mobilidade corporativa através de dispositivos móveis, fabricante da Mobile Workforce, plataforma de envio e monitoramento de ordens de serviço que será a base para o sistema de reconhecimento de voz da Mediz.
A Mediz disponibilizará ao mercado uma ferramenta de controle de operações que funciona por meio de qualquer terminal telefônico, seja móvel, fixo ou até orelhões, e permite a troca de informações, em tempo real, entre profissionais que trabalham fora das empresas e a base de controle de operações. Por meio de um número de telefone, os funcionários entram em contato com a Mediz, que fará a interface com o banco de dados. O menu de opções customizado para as necessidades de cada empresa é informado pela Assistente Virtual e, através do reconhecimento da voz, a pessoa ouve as ordens de serviço a serem realizadas ou atualiza a empresa sobre o andamento dos negócios em execução, por exemplo.
Além disso, o serviço também trabalha ativamente e possibilita que a Mediz entre em contato com o funcionário sempre que houver necessidade de avisá-lo sobre novos fatos relacionados ao trabalho executado naquele momento. O novo serviço é complementar às redes celulares de transmissão de dados e aumenta a abrangência dos recursos de mobilidade corporativa.
Segundo Gustavo Camargo, diretor de soluções corporativas da Compera, “o serviço foi desenvolvido para atender empresas que possuem equipes de venda, entrega, distribuição, suporte técnico, logística, transportes e serviços em geral com ampla distribuição geográfica, muitas vezes envolvendo pequenos representantes distribuídos por todo o território nacional. A parceria com a Mediz nos permitirá atender empresas cujas operações não comportam a distribuição de aparelhos celulares para toda a sua equipe de campo, por diversos fatores impeditivos tais como área de cobertura, custos associados à aquisição e mensalidades dos planos de voz e dados dos aparelhos celulares, alto nível de capilaridade de sua força de trabalho, entre outros”.