Oi e PT a um passo de concluir acordo

0
5



O acordo entre os acionistas da Oi e da Portugal Telecom (PT), que permitirá a entrada do grupo português no bloco de controle da operadora brasileira, será assinado até sexta-feira, 21, segundo a Agência Estado. Pelo acordo, o grupo português vai adquirir 12% do capital da holding Telemar (que controla a Oi), além de posições acionárias diretas e indiretas em empresas do grupo e de controladores. Com o acordo, as negociações para a união das operações de Contax e Dedic devem avançar.

 

A última barreira para que os portugueses se tornassem acionistas da Oi foi vencida na quinta-feira, quando a assembleia geral extraordinária (AGE) da Telemar Norte Leste (Tmar), operadora do Grupo Oi, ratificou a aquisição da Invitel – holding que controlava a Brasil Telecom (BrT) na época em que a operadora foi adquirida pela Oi.

 

O contrato com a PT deveria ter sido assinado em dezembro, mas três fundos de investimento administrados pela Polo Capital, que são acionistas minoritários da Oi, entraram com recurso na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) questionando laudo de avaliação da Invitel, feito na compra da BrT. Após pedido feito por acionistas minoritários representados pelo Polo Norte Fundo de Investimento Multimercado – que viu a oportunidade de obter ganhos para os acionistas minoritários da Oi -, a CVM abriu investigação para apurar possíveis irregularidades na proposta, que seria originalmente discutida no dia 14 de dezembro. A CVM concedeu um prazo de mais 15 dias para que a AGE fosse remarcada.

 

O ingresso dos portugueses no bloco controlador da Oi está em negociação desde julho do ano passado. Os portugueses investirão R$ 8,4 bilhões. Além da compra de ações da Oi, eles vão comprar 35% do capital de duas empresas privadas controladoras da Oi: AG Telecom (grupo Andrade Gutierrez) e LF Tel (grupo Jereissati). Somadas as participações diretas e indiretas, a PT terá o equivalente a 22,3% da tele.