Plantronics realiza estudo sobre uso de headsets

0
13

Os profissionais brasileiros ganham o primeiro estudo científico sobre a utilização profissional de headsets. O trabalho, “Estudo Científico – Avaliação e Análise do Headset com Enfoque Acústico e Fonoaudiológico” foi realizado pelas maiores autoridades brasileiras no assunto, o Prof. Dr. Samir N.Y. Gerges Ph.D da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pela equipe de Fonoaudiólogas da Comunik sob a supervisão da Dra. Alessandra Celani Eynisman.

Uma das constatações do Estudo é que que os valores detectados proveniente dos aparelhos headsets Plantronics é de 84,5 dBA. Se comparado aos estipulados pela Norma Regulamentadora 15 que recomenda que os valores estipulados não ultrapassem os limites de tolerância de 87dBA para uma jornada de 6 horas de trabalho. E pela NR17 que recomenda que em locais de trabalho onde são executadas atividades que exijam solicitação intelectual e atenção constante, os níveis de ruído aceitáveis para efeito de conforto sejam de 65dBA. Os valores não ultrapassam o limite de tolerância.

A grande surpresa foi que durante a análise dos hábitos relacionados a utilização dos headsets Plantronics, os atendentes demonstraram que os aparelhos não são utilizados de maneira adequada, conforme recomendações existentes para a sua utilização.
Os níveis de pressão sonora a que os atendentes são expostos não provêm apenas do headset, mas também do ambiente em que trabalham, além da necessidade de considerar a maneira como são utilizados. Ficou evidenciada a importância do desenvolvimento de um Programa de Promoção e Conservação Auditiva em centrais de atendimento, direcionado aos atendentes e aos supervisores e/ou coordenadores, sendo este os responsáveis pelas práticas relacionadas ao controle dos ruídos ambientais, de fala e do uso do equipamento de headset.