Previdência terá nova central

0
2



A partir de 1º de setembro, estará em funcionamento a Central 135, novo canal de comunicação entre a população e a Previdência Social para serviços e informações. De acordo com o ministro da Previdência Social, Luiz Marinho, o objetivo é oferecer um atendimento por telefone com mais qualidade e segurança. Todas as ligações feitas e as telas acessadas pelos funcionários serão gravadas, o que vai possibilitar o rastreamento das operações. Os atendentes da Central 135 não poderão entrar na sala de atendimento com papel, caneta ou celular. O trabalho será filmado e coordenado por servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).


Até 31 de agosto, o atendimento dos segurados e pensionistas continua sendo feito pelo PrevFone (08007280191), que sairá do ar a partir de 1º de setembro, quando entra em funcionamento a nova central. Com a mudança, o atendimento do PrevFone e do Disque-Denúncia (08007070477) será por meio de três call-centers instalados em Salvador (BA), Recife (PE) e Caruaru (PE) e que terão uma capacidade de atendimento de 10 milhões de ligações por mês. “O 135 foi criado para atender toda a demanda de agendamento da Previdência Social no Brasil. Ele tem uma capacidade de 10 milhões de atendimento por mês, enquanto a capacidade instalada do PrevFone é de 300 mil atendimentos por mês”, calcula Luiz Marinho.


De acordo com o Ministério da Previdência Social, o novo sistema permitirá ao cidadão agendar dia e hora para atendimentos como perícia médica; pedidos de prorrogação ou reconsideração de auxílio doença; solicitação de auxílio reclusão; salário maternidade, aposentadoria; pensão e benefício assistencial. A Central de Atendimento 135 também terá novos horários. Ela vai funcionar das 7h às 22h, de segunda a sábado. A ligação é gratuita a partir de telefone fixo ou orelhão. Nas ligações feitas por celular, o cidadão ouvirá uma mensagem informando que será cobrado o valor de uma ligação local. Caso ele concorde, basta permanecer na linha.