Recuperação de crédito na web

0
3

A SysOpen, software house de São Paulo, anunciou o lançamento do Recupera. Com investimentos de R$ 1,5 milhão, o sistema, desenvolvido na plataforma .Net da Microsoft, leva para a web o gerenciamento de cobrança. A solução gerencia todos os processos, desde o contato inicial até a reabilitação do cliente junto à Serasa e ao SCPC, incluindo renegociação dos débitos e efetivação de acordos.
A passagem para o ambiente virtual elimina a necessidade de instalação do software nos terminais da empresa e incorpora ferramentas da web – o devedor pode negociar a dívida, imprimir e pagar o boleto bancário sem sair da frente do computador. O equipamento servidor pode ficar hospedado em um data center, reduzindo custos de administração, manutenção e segurança. As vantagens incluem integração ao banco de dados corporativo, colocando fim às barreiras impostas pela distância. “Enquanto o uso dos sistemas tradicionais é condicionado à instalação, o Recupera pode ser acessado remotamente de qualquer lugar. Basta um computador conectado à internet”, afirma o consultor Luiz Eduardo Benicchio, diretor da SysOpen.
A interatividade abre nova frente de negócios, permitindo a utilização da ferramenta por segmentos que não têm estrutura ou volume de inadimplência que justifiquem a implantação do software. “Para adquirir um sistema para recuperação de crédito, é necessário um investimento muitas vezes incompatível. Com o Recupera, uma associação pode viabilizar o serviço para empresas coligadas, dividindo custos de licenciamento e manutenção”, explica Benicchio.
Dirigido a bancos, associações, financeiras, redes varejistas e empresas terceirizadas de cobrança, o sistema consolida os débitos e permite todo tipo de negociação, já que faz os cálculos e pode amortizar quantias variáveis de cada dívida. Os contatos com o devedor são mediados pelos conceitos de CRM (Customer Relationship Management), que registra o histórico do relacionamento e monitora as ações, restringindo as repetitivas e orientando as novas. As informações sobre as carteiras de inadimplência ficam disponíveis na internet, permitindo que o “dono do ativo” monitore a cobrança de seus títulos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRH mais flexível
Próximo artigoReduzir filas é fator de fidelização