Resultados positivos

0
1



O Grupo Teleperformance divulgou os resultados financeiros dos primeiros três meses de 2010. A receita consolidada foi de ?452,4 milhões, crescimento de 1,2% em comparação com os ?447,1 milhões obtidos no mesmo período do ano passado. Este crescimento orgânico foi gerado, principalmente, pela unidade de negócios que compreende as subsidiárias de Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, México, Espanha e Portugal – com destaque para as operações da unidade brasileira.

 

Globalmente, quando excluídos os efeitos cambiais e de escopo de consolidação, a receita da Teleperformance registrou queda de 2,1%. A receita consolidada foi superior à referente ao mesmo período de 2009 – o melhor trimestre do ano passado. A região que abrange a América Latina e Península Ibérica alcançou receita de ?124,9 milhões de janeiro a março de 2010 ante os ?98,9 milhões do primeiro quarto de 2009, crescimento de 26,3% – a região com maior crescimento percentual.

 

“A Teleperformance demonstra solidez nos resultados durante o período em que o mundo se recupera de uma das crises financeiras mais sérias”, afirma Paulo César Salles Vasques, presidente da Teleperformance no Brasil. “No Brasil, a satisfação do cliente e do colaborador se traduz no bom desempenho financeiro da unidade, puxando para a cima o desempenho da região”, conclui.

 

Segundo o executivo, a empresa trabalha para que a indústria de relacionamento com o cliente seja reconhecida como ferramenta estratégica na construção de marcas fortes, que se relacionam bem com todos os seus públicos. “Para manter o nível de qualidade na ação com o cliente final, a Teleperformance vem ampliando suas táticas de gestão de recursos humanos, em linha com seus planos de ampliar o quadro de colaboradores de 8 mil para 12 mil até a virada de 2010”, destaca o presidente da Teleperformance.