STT prevê excelente ano para o mercado de TI e callcenter

0
1

“O ano de 2003 começa marcado pelo otimismo e pela expectativa de crescimento nas corporações”. A frase, do diretor geral da STT Telecom, Mauro Maiuri, reflete a realidade dos fornecedores de soluções tecnológicas. A avaliação do empresário é fruto de uma análise sobre os investimentos em projetos de TI, mais especificamente em infra-estrutura nas áreas de gestão e relacionamento com clientes (callcenter e CRM), nos últimos dois anos.


“2002 fica como um ano cheio de surpresas e frustrações das expectativas do mercado corporativo com eventos relevantes nas áreas política e econômica de toda a América Latina”, pondera o empresário. O resultado prático é que importantes projetos, que tradicionalmente investem em call center e aprimoramento da estrutura tecnológica, foram paralisados, suspensos ou adiados. “Desta forma, o ano de 2003, que começou embalado pelo otimismo do novo Presidente da República e a concretização de promessas que têm reflexo imediato no cenário econômico, acelera a expectativa de retomada de projetos engavetados e do surgimento de outros, imprescindíveis para a modernização das estratégicas corporativas”, comenta Mauro Maiuri.


Segundo o diretor, a STT espera uma estabilidade econômica, permitindo o planejamento dos investimentos para o segundo trimestre, logo, surge uma oportunidade para as ofertas de soluções voltadas para a otimização de processos, melhoria de qualidade e conseqüentemente racionalização de custos e aumento da produtividade das unidades de atendimento ao cliente. “Tal tendência se traduz de forma clara em tecnologias de Quality Assurance, e-learning, Balance Score Card, Workforce Management, Business Inteligence, apenas para citar algumas que deverão seguir a tendência de intensificar as demandas para investimento estratégico”, comenta o executivo.