Universidade Federal do Rio Grande do Sul implementa tráfego IP

0
9

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), de Porto Alegre, está implementando uma estrutura de comunicação alternativa para provedores de internet, operadoras, universidades e corporações interconectarem suas redes de forma rápida e econômica. Trata-se do ponto de troca de tráfego IP (PTT), que utiliza o ponto de presença da internet2 para promover, a partir de uma única central, a transferência de dados entre diversos backbones com pontos de presença no Estado.

Desta forma, as companhias não precisam construir vários links interligando seus parceiros. O projeto, que já conta com a participação de empresas como a Extreme Networks e Impsat, poderá reduzir em 70% o tempo de acesso regional, além de contribuir para o aumento da malha IP da região.

O projeto do PTT do Rio Grande do Sul (PTT-RSIX) teve início no ano passado com o acordo de tráfego multilateral entre a Rede (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa voltada para tecnologia internet), a UFRGS e Rede Tchê (Rede Acadêmica Estadual), que provê comunicação IP entre as universidades gaúchas. A intenção agora é estender a estrutura do PTT também à iniciativa privada.

“Vamos oferecer um espaço neutro em que as teles poderão se instalar e estender a sua capilaridade, baixando o custo com a troca de dados IP entre as operadoras participantes”, afirma Leandro Bertholdo, coordenador técnico do ponto de presença da RNP.