A transformação digital das PMEs do interior

Em tempos de pandemia, o que era uma vantagem tornou-se essencial

0
3
Marcus Calixto
Marcus Calixto

Autor: Marcus Calixto

O ano de 2020 estará para sempre marcado na história por conta da pandemia do novo Coronavírus. Há meses enfrentamos uma das maiores crises já vistas em todo o mundo, o que forçou pessoas e empresas a se adaptarem ao “novo normal”. Na parte econômica, as pequenas e médias empresas foram as que sofreram maior impacto. Mais da metade das PMEs brasileiras acreditam que não vão sobreviver até o fim do ano.

Nas cidades do interior, a situação se complica, pois que são os pequenos negócios que movem a economia local. Com seus estabelecimentos físicos interditados por tempo indeterminado e sem apoio financeiro, essas PMEs encontram na transformação digital a solução para não ter que fechar as portas. Quem ainda não havia se conectado às redes corre um risco gigante. O que era uma vantagem tornou-se essencial.

Com os consumidores mudando de cotidiano e hábitos por conta do isolamento social, buscando cada vez mais a internet para as situações cotidianas, seja para compras, educação ou entretenimento, a inserção no meio digital veio para fortalecer essas empresas, agora e após a crise. A pandemia apenas acelerou o processo da transformação digital em todos os setores e os força a usar criatividade, resistência e foco dos negócios, para que se reinventem e superem os novos desafios.

Técnicas digitais voltadas para vender sem prejudicar o negócio e expandir o contato com a possível clientela de modo online a fim de conseguir fidelizá-los são algumas das estratégias que as PMEs devem se aprofundar nesse momento. Também é necessário que o empreendedor pense a fundo em como sua presença virtual vai caminhar junto às questões da pandemia, passando uma noção de segurança, tanto tomando precauções em relação ao vírus quanto à manter qualidade da prestação de serviço ou produto durante e depois da pandemia. Além disso, investir no marketing digital nunca foi tão importante. Estar disponível nas redes sociais, potencializar o “Marketing de Conteúdo” e gerar material relevante para um público-alvo de maneira humanizado pode fazer toda a diferença para o consumidor.

Sites que oferecem produtos digitais, delivery por aplicativo, pedidos pelo WhatsApp, compras pelo Instagram e Facebook estão entre as formas encontradas por esses negócios que vão desde vestuário e alimentação até cursos a distância e streaming. O método de pagamento também vem de diversos modos, como transferência bancária, boleto, cartão de crédito ou carteira digital. O importante é inovar e aproveitar as novas ferramentas disponíveis para continuar evoluindo, pois a transformação digital veio para marcar o início de uma nova era online.

Marcus Calixto é CEO da Target Mais Participações.