Compras on-line em alta

0
2

Um estudo realizado
pela consultoria Bain & Company aponta o e-commerce como um dos segmentos
mais promissores do país. De acordo com as projeções realizadas pela
consultoria, a taxa de crescimento anual do segmento no Brasil é estimada em
11%, de maneira que seu faturamento deve passar de US$11 Bilhões, em 2015, para
US$16 Bilhões em 2019. “Trata-se de um
crescimento bastante expressivo, principalmente se levarmos em conta a
conjuntura econômica do Brasil, marcada pela retração do PIB, pela elevação do
desemprego e da inflação” analisa Luciana Batista, sócia da Bain & Company

 O estudo aponta também
uma série de características que diferenciam o e-commerce brasileiro dos demais
países da América Latina. “Segundo nosso levantamento, o mercado brasileiro é
um dos mais fechados do globo, com pouquíssimo espaço para players
estrangeiros, em função das altas taxas aplicadas sobre produtos de sites estrangeiros.
Para se ter uma ideia, as taxas brasileiras só são mais baixas do que as da
Etiópia. Ainda assim, empresas chinesas conseguiram alta penetração no Brasil,
pois mesmo com as taxas são produtos com preços extremamente baixos, fator que
os torna extremamente atrativos para os consumidores brasileiros” diz Luciana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRH da Atento recebe reconhecimento
Próximo artigoInvestindo em pagamento